Morre soldado do Exército que foi baleado durante perseguição em BH

Hudson Breno Cabral de Souza deu entrada no hospital, mas não resistiu aos ferimentos

O soldado do Exército Hudson Breno Cabral de Souza, de 23 anos, morreu na madrugada desta quinta-feira (10) no Hospital de Pronto-Socorro João 23, em Belo Horizonte. Ele foi baleado na noite da última quarta-feira (9) e não resistiu aos ferimentos. A informação foi confirmada na manhã de hoje pela assessoria da Fhemig (Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais).

Segundo a PM (Polícia Militar), por volta das 19h de ontem, o soldado acionou a corporação dizendo que estaria sendo perseguido por três suspeitos que tentavam matá-lo. Ele então que teria entrado em uma farmácia do bairro Urca e se escondido no segundo andar do estabelecimento.   

Leia mais noticias no R7 MG

No entanto, antes da chegada da polícia, o trio conseguiu invadir a farmácia e atirou várias vezes contra a vítima. Em seguida, eles fugiram. Hudson Breno foi atingido por dois tiros na região do tórax e foi socorrido à UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) Santa Terezinha e depois transferido para o João 23.  

Já os suspeitos, apenas dois foram detidos, sendo um adolescente de 14 e outro de 16 anos. No entanto, de acordo com imagens do circuito interno de segurança da farmácia, nenhum deles seria o suspeito de atirar na vítima.  

Um representante do Exército acompanhou o registro da ocorrência junto à Dopcad (Divisão de Orientação e Proteção à Criança e ao Adolescente), mas ainda não se sabe o que teria motivado o crime.