Minas Gerais Motorista de ônibus é suspeito de brigar com passageira por troco

Motorista de ônibus é suspeito de brigar com passageira por troco

Homem ainda teria jogado pertences da mulher para fora do veículo, em BH; confusão teria ocorrido após cobrança

  • Minas Gerais | Luciana Simões e Pollyana Sales, da Record TV Minas

Motorista ainda teria agredido outro passageiro

Motorista ainda teria agredido outro passageiro

Reprodução / Record TV Minas

Um motorista da linha 6350 (Estação Barreiro / Estação Vilarinho) é suspeito de agredir verbalmente uma passageira e tentar expulsá-la do ônibus neste domingo (31).

Testemunhas relataram à polícia que os dois se desentenderam após a mulher que entrou pela porta de trás do veículo cobrar um troco de R$ 0,50.

A vítima contou no boletim de ocorrências que o condutor se exaltou, dizendo que não era obrigado a se levantar para cobrar a passagem. A mulher explicou, ainda, que havia entrado pela porta de trás e pedido para um outro passageiro pagar a tarifa dela, uma vez que estava com um carrinho e uma cesta básica.

Testemunhas relataram que o homem teria sido agressivo e dito vários palavrões. O motorista ainda teria parado o coletivo e jogado as coisas dela para fora do veículo.

Veja também: Motorista de ônibus tem surto e desce de veículo lotado em BH

A mulher relatou à PM (Polícia Militar) que ficou nervosa, sentou no ônibus e começou a chorar. Outras pessoas que estavam no coletivo a ajudaram. Uma delas, que foi defendê-la, teria sido agredida pelo motorista.

O motorista do coletivo afirmou para a polícia que a passageira gritou para que ele cobrasse a passagem, dizendo que era o trabalho dele. Nervoso com a situação, o motorista contou que parou o coletivo para resolver a situação, mas quando entrou pela porta do meio, um passageiro teria o agredido com soco no rosto e nas costas. O suspeito ainda explicou que passa por problemas de saúde e toma remédio controlado.

Acionada, a polícia parou o ônibus na avenida Pedro II. Os passageiros foram encaminhados para a 2ª Delegacia de Polícia Civil da Região Noroeste da capital.

Em nota, a BHTrans (Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte) afirmou que o motorista conduziu o veículo até uma Base Comunitária da Polícia Militar, onde foi registrado um boletim de ocorrência sobre o incidente.

Procurado, o SetraBH (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte) esclareceu que aguarda a conclusão da investigação policial sobre o caso. A instituição também informou que caso sejam constatados sintomas "sintomas psicológicos/emocionais" o funcionário vai ser encaminhado para atendimento com médico do trabalho.

Veja a íntegra da nota do Setra:

"O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (SetraBH) lamenta o incidente envolvendo o motorista na tarde desse domingo (31), informa que a empresa responsável pela operação da linha, já foi acionada para apurar as causas da ocorrência.

O SetraBH aguarda as investigações das autoridades policiais. Detalha que em todas as ocorrências que envolvam acidentes, o profissional é imediatamente afastado e a área de recursos humanos da empresa, por meio de um atendimento presencial, avalia a gravidade e a circunstâncias da ocorrência por meio de laudo pericial, para tomar as medidas necessárias.

Em caso de sintomas psicológicos/emocionais, o operador é encaminhado ao médico do trabalho."

Últimas