Mulher com suspeita de coronavírus em BH chegou da China há 4 dias

Paciente chegou do país asiático no último sábado (18) com sintomas da doença respiratória que provocou nove mortes e mais de 400 casos na China

Paciente esteve em Xangai, há quatro dias

Paciente esteve em Xangai, há quatro dias

Getty Images

Uma mulher de 35 anos é suspeita de estar com coronavírus, uma doença respiratória responsável por 17 mortes e mais de 400 casos na China. A paciente esteve em Shangai e desembarcou em Belo Horizonte no último sábado (18). 

De acordo com a (SES) Secretaria de Estado de Saúde, nesta terça-feira (21) a mulher foi levada para a UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) Centro Sul com sintomas respiratórios compatíveis com doença respiratória viral aguda.

O caso foi notificado como suspeito já que a mulher esteve na China  recentemente. Ela foi levada para observação no Hospital Eduardo de Menezes, na região do Barreiro.

Segundo a SES, a paciente "não apresenta qualquer sinal indicativo de gravidade clínica", está clinicamente estável mas "todas as medidas assistenciais para redução de risco de transmissão foram tomadas".

O caso segue em investigação e somente exames laboratoriais serão capazes de confirmar ou descartar a doença. De acordo com a secretaria, esses exames estão em andamento em laboratórios de referência.  

Às autoridades médicas, a paciente relatou que não esteve na região de Wuhan, onde o coronavírus foi identificado e que também não teve contato com pessoa sintomática na China. A doença respiratória, no entanto, já se espalhou pelo país, onde há 400 casos e por outros países da região, como Japão, Tailândia e Coreia do Sul. Os Estados Unidos confirmaram o primeiro caso nesta terça-feira (21). 

Alerta

A Opas (Organização Pan Americana de Saúde) emitiu alerta para o novo coronavírus na última segunda-feira (20). A entidade, junto com a OMS (Organização Mundial de Saúde), orienta os países a fortalecer as atividades de vigilância para detectar qualquer evento incomum de saúde respiratória.

A SES transmitiu o alerta às unidades regionais de saúde nos municípios do Estado. 

Coronavírus

Os coronavírus faz parte de uma família viral que é conhecida desde os anos 1960 e causa infecções respiratórias em seres humanos e animais. Essas doenças respiratórias, em geral, são leves e moderadas e se assemelham a resfriados comuns. 

No entanto, de acordo com a OMS, autoridades chinesas relataram a ocorrência de um novo coronavírus (identificado pela sigla nCoV), identificado primeiramente na cidade de Wuhan. Até o momento, 17 pessoas morreram e há cerca de 400 casos confirmados no país.