tragédia brumadinho
Minas Gerais Mulher se angustia sem notícias do marido em Brumadinho: 'Desespero'

Mulher se angustia sem notícias do marido em Brumadinho: 'Desespero'

Moradora de cidade onde barragem se rompeu nesta sexta-feira (25) pede posicionamento da Vale, onde o companheiro trabalha, sobre vítimas

mulher sofre sem noticias do marido em brumadinho

Barragem em Brumadinho se rompeu nesta sexta (25)

Barragem em Brumadinho se rompeu nesta sexta (25)

Uarlen Valério / O Tempo / Estadão Conteúdo / 25.1.2019

A mulher de um funcionário da Vale, empresa dona da barreira que se rompeu nesta sexta-feira (25), em Brumadinho, vive momentos de angústia sem notícias do marido, que trabalhava no local na hora da tragédia.

Em entrevista à Record TV, Dayene, como se identificou, afirmou que a única informação que obteve desde o incidente foi por meio de um colega do companheiro, que não mostrou otimismo com a situação dele.

— Consegui falar com um técnico de lá, onde ele estava trabalhando, e ele realmente estava em uma área que está soterrada. Até agora a gente não tem notícias oficiais, tem que aguardar e acreditar. Ele [técnico] falou para mim: "Eu acho que você perdeu ele". (...) Aí você vê as imagens e não enxerga máquinas, nada, só a lama, e não tem notícias. É um desespero.

A mulher identificou pela televisão um dos locais atingidos pela lama, que disse ser o restaurante da empresa. Segundo ela, muitas pessoas frequentam o local diariamente. 

— Nesse horário de pico de almoço tinha muita gente no restaurante. Muita gente, você não tem noção. Era gente entrando e saindo toda hora.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o número de desaparecidos gira em torno de 200 pessoas, mas, até o momento, a Vale não se pronunciou oficialmente sobre os funcionários que estavam no local — o que revolta em Dayene.

— Eles [membros da Vale] não têm filho, não têm pai, não têm mãe, não têm ninguém da família deles lá. Eles não se colocam no lugar das pessoas. Até agora eu só sei (por outras fontes) de dois sobreviventes do grupo do meu marido; um que conseguiu sair do equipamento, o outro conseguiu ser retirado do vida. A empresa precisa tomar uma postura com a gente, a gente precisa saber o que está acontecendo.

A tragédia

A barragem da Mina Feijão, administrada pela Vale, se rompeu na tarde desta sexta-feira (25) e atingiu a cidade de Brumadinho, causando destruição. Aeronaves do Corpo de Bombeiros, Exército e Polícias Civil e Militar foram encaminhadas ao local para resgate e atendimento das vítimas.