Eleições 2022

Minas Gerais "Não discutimos 2022", diz Haddad após reunião com Kalil em BH

"Não discutimos 2022", diz Haddad após reunião com Kalil em BH

Petista entregou ao prefeito da capital mineira livro com propostas de mudanças para solucionar a crise enfrentada pelo país

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Encontro aconteceu na Prefeitura de BH

Encontro aconteceu na Prefeitura de BH

Divulgação / Kérisson Lopes

Após uma reunião com o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), o candidato derrotado à Presidência em 2018 Fernando Haddad (PT) afirmou que não conversou com o político mineiro sobre possíveis alianças para 2022.

Em pronunciamento rápido na saída da prefeitura da capital mineira, Haddad disse que se encontrou com Kalil para entregar um livro com sugestões sobre mudanças políticas defendidas pelo Partido dos Trabalhadores para retirar o Brasil da crise.

— Kalil é uma voz importante no Estado de Minas Gerais. Vamos visitar em todos Estados as lideranças que, de certa maneira, expressam desconforto com o que está acontecendo no Brasil.

Minas Gerais foi o primeiro Estado da série de viagens que o petista pretende fazer pelo país. Além da reunião com o prefeito da capital mineira, Haddad também encontrou Marília Campos (PT), prefeitura de Contagem, na região metropolitana, e com o deputado Agostinho Patrus (PV), presidente da ALMG (Assembleia Legislativa de Minas Gerais).

Até o final desta quinta-feira, o ex-prefeito de São Paulo ainda terá agenda com Margarida Salomão (PT), prefeita de Juiz de Fora, a 270 km de BH, com Dom Walmor de Azevedo, reitor da PUC Minas.

Durante a noite Haddad e a deputada Gleisi Hoffmann, presidente do PT, participam de um ato em celebração aos 41 anos do partido.

Costuras

Nos bastidores políticos circula conversas sobre o PT apoiar a possível candidatura de Kalil ao Governo de Minas Gerais em 2022. A possível coalizão, no entanto, é incerta já que Ciro Gomes (PDT), um dos principais aliados de Kalil em 2020, é cotado para concorrer à Presidência no próximo ano. Questionado sobre o assunto, Haddad voltou a dizer que o tema não foi pauta do encontro.

— O que fizemos foi colocar o PT à disposição na Câmara Municipal para se debruçar sobre projetos e interesses da cidade de Belo Horizonte e pedir para ele considerar propostas do PT em plano federal para impedir o desmonte do estado brasileiro.

O prefeito de Belo Horizonte também não falou sobre o assunto. Nesta quarta-feira (24), a equipe de Kalil afirmou à reportagem que o encontro com Haddad era uma agenda comum do prefeito que tem hábito de receber as pessoas que solicitam reuniões.

Últimas