Coronavírus

Minas Gerais "Não quero que Minas Gerais vire palco de filme de horror", diz Zema

"Não quero que Minas Gerais vire palco de filme de horror", diz Zema

Governador anunciou expansão das medidas de restrição, com toque de recolher, a todo o Estado a partir desta quarta (17)

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

Zema anunciou medidas de restrição para todas as cidades de Minas

Zema anunciou medidas de restrição para todas as cidades de Minas

Imprensa MG / Pedro Gontijo

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), expandiu para todas as regiões do Estado, as medidas de restrição mais severas que fazem parte do protocolo do programa Minas Consciente. A partir desta quarta-feira, todos os 853 municípios mineiros serão incluídos na Onda Roxa do programa Minas Consciente. 

Em entrevista coletiva nesta terça-feira (16), Zema afirmou que é preciso que os cidadãos mudem seu comportamento para que o Estado consiga controlar o aumento de casos de covid-19. 

— Não nos resta outra alternativa senão essa. Temos que limitar o número de casos. Não quero que Minas Gerais vire palco de filme de horror. 

As medidas de restrição previstas na Onda Roxa preveem a restrição de circulação de pessoas, por meio de toque de recolher, entre 20h e 5h, e o fechamento de estabelecimentos comerciais considerados não-essenciais. Além disso, a medida prevê restrição para encontros familiares entre pessoas que vivem em casas diferentes e proibição de circulação para quem estiver com sintomas gripais. 

— O que nós estamos fazendo, a partir de amanhã, outros Estados já fizeram nos últimos meses. Estamos aqui para salvar vidas. Tem um custo? Tem, mas é menor do que a vida de todos.  

De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, o Estado vive o pior momento da pandemia, com alta incidência de casos em todas as regiões e ocupação de leitos hospitalares. 

— Não se trata de uma mudança na cor do mapa, mas uma mudança de atitude.  Não adianta fechar o comércio e restringir a circulação, se não houver mudança de atitude. 

Confira as medidas de restrição da Onda Roxa

    • Proibição de circulação de pessoas e veículos para atividades não essenciais;
    • Toque de recolher entre 20h e 5h;
    • Proibição de circulação de pessoas sem máscara, em qualquer espaço público ou de uso coletivo;
    • Proibição de circulação de pessoas com sintomas de gripe, exceto para atendimentos médicos;
    • Proibição de realização de reuniões presenciais, inclusive de pessoas da mesma família que não moram na mesma casa;
    • Proibição de qualquer tipo de evento, público ou privado, que possa causar aglomeração;
    • Criação de barreiras sanitárias de vigilância.

Adesão obrigatória

Segundo o Governo de Minas, diferentemente do que ocorre com as outras três fases do programa Minas Consciente, a adesão à onda roxa é obrigatória.

A situação, no entanto, divide opiniões. Na última semana, o secretário de Saúde de Belo Horizonte, Jackson Machado, afirmou que caso fosse decretada a fase roxa para a região, a capital mineira não iria seguir o plano.

Machado defendeu que o protocolo adotado pela Prefeitura de BH tem restrições eficientes e que o STF (Supremo Tribunal Federal) dá autonomia aos municípios para decidirem o que deve fechar e abrir.

A reportagem aguarda posicionamento da capital mineira para saber se a cidade vai seguir as novas determinações.

Últimas