tragédia brumadinho
Minas Gerais “Não vamos deixá-los quietos”, diz ministra Damares Alves sobre a Vale

“Não vamos deixá-los quietos”, diz ministra Damares Alves sobre a Vale

Ministra visitou áreas atingidas pela lama da barragem de Brumadinho, nesta quinta-feira (7); ministério promete mapear estruturas de risco

Ministra se encontrou com chefe de Defesa Civil

Ministra se encontrou com chefe de Defesa Civil

Divulgação / Defesa Civil

Durante visita a Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, nesta quinta-feira (6), a ministra Damares Alves diz ter enviado um “recado duro” para a mineradora Vale. A chefe do MMFDH (Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos) afirmou ter avisado que não irá “deixá-los quietos”.

Damares encontrou autoridades envolvidas nas buscas das vítimas do rompimento da barragem da mina Córrego do Feijão e visitou áreas atingidas. Entre as preocupações da ministra, está a situação dos índios, mulheres, crianças e funcionários da Vale afetados.

— Queremos, na prática, a garantia dos direitos. Estamos diante de uma tragédia absurda e complexa. O desenvolvimento disso tem que ser acompanhado.

Tragédia da Vale provoca pesadelos e insônia em atingidos por barragem

A Secretaria Nacional dos Direitos Humanos informou que vai listar as principais barragens em risco no país e, assim, tentar prevenir catástrofes como a de Brumadinho. Damares adiantou que está prevista a contratação de engenheiros civis na pasta para participarem deste grupo de monitoramento.

A ministra ainda alertou que as vítimas devem ficar atentas em relação ao repasse de R$ 100 mil anunciado pela Vale.

— Na hora de assinar o documento, devem ter o cuidado de não declarar que estão dando por encerrado todo e qualquer tipo de indenização ou pedido de reparação de danos.

Entre os integrantes da comitiva enviada pelo ministério a Minas Gerais, estão membros da Funai (Fundação Nacional do Índio), SNJ (Secretaria Nacional de Juventude), SNPIR (Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial) e SNDCA (Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente). Para o início da noite, Damares Alves ainda tem marcado um encontro com o governador do Estado, Romeu Zema (Novo).

Conheça o Brumadinho FC, time que viajou na véspera da tragédia: