tragédia brumadinho
Minas Gerais Número de mortos em Brumadinho chega a 37, dizem bombeiros

Número de mortos em Brumadinho chega a 37, dizem bombeiros

Trabalhos das equipes de resgate foram interrompidos na manhã deste domingo após risco de rompimento de outra barragem

Tragédia brumadinho

Risco de rompimento de outra barreira é iminente, dizem autoridades

Risco de rompimento de outra barreira é iminente, dizem autoridades

Cadu Rolim/Fotoarena/Estadão Conteúdo

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais informou na manhã deste domingo (27) que o número de mortos no rompimento de uma barragem em Brumadinho chega a 37. O levantamento anterior apontava 34 pessoas

Segundo o porta-voz da corporação, tentente Pedro Aihara, a alteração se deu porque alguns corpos haviam sido localizados, mas não resgatados, portanto, não contabilizados oficialmente. 

Os trabalhos das equipes de resgate haviam sido retomados por volta das 4h, mas tiveram que ser interrompidos às 5h30, após a Defesa Civil ordernar a evacuação de diversas áreas de Brumadinho.

O alerta foi dado pela mineradora Vale devido ao risco iminente de rompimento de outra barragem da companhia. 

Diferente da barragem que rompeu (de rejeitos de minério) na sexta-feira (25), a que apresenta risco desta vez armazena apenas água usada para as atividades de mineração.

O tempo para que essa água chegasse ao centro da cidade em caso de rompimento seria de cerca de 30 minutos, mas há bairros antes mesmo da região central que seriam atingidos, segundo Aihara. 

Estima-se que cerca de 24 mil pessoas estejam dentro da área de evacuação. Os acessos a Brumadinho foram fechados pela polícia e nenhum morador pode retornar. 

"Devido ao risco de rompimento da barragem, os trabalhos de busca estão temporariamente interrompidos, porque nosso efetivo está empenhado na evacuação dessas áreas", declarou o tenente.

A neblina na região também impediu que os helicópteros que fazem buscas visuais no local do desastre pudessem voar hoje cedo. 

Um avião com equipes das Forças de Defesa de Israel deve pousar na noite deste domingo em Confins. Além de 130 especialistas em buscas, o governo israelense enviou equipamentos de ponta, capazes de identificar sobreviventes ou corpos que estejam soterrados.