Ocupação de leitos de UTI em BH volta a ultrapassar os 90%

Já na enfermaria, os números continuam avançando e taxa de ocupação vai a 77%; Belo Horizonte passou, nesta segunda-feira (20), dos 20 mil casos

Taxa de ocupação de leitos de UTI em BH está em 91%

Taxa de ocupação de leitos de UTI em BH está em 91%

Santa Casa / Divulgação

Após quase duas semanas, a taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) na rede pública de Belo Horizonte voltou a ultrapassar a marca dos 90%.

O boletim epidemiológico divulgado pela secretaria de municipal de saúde nesta segunda-feira (20) aponta que 91% das 395 vagas estão ocupadas na capital mineira.  Com isso, Belo Horizonte bateu recorde no número de pacientes ocupando leitos de terapia intensiva ao mesmo tempo: são 359. Hoje, apenas 36 leitos estão desocupados. 

BH registra 201 mortes por covid e tem 92% dos leitos de UTI ocupados

A última vez em que o boletim apontou que a taxa de ocupação de leitos estava acima dos 90% foi no dia 8 de julho. Na ocasião, 92% dos leitos de UTI da rede pública estavam com pacientes de covid-19 internados em estado grave.

Naquela época, no entanto, o número de leitos era menor: 370. Nos últimos 12 dias, foram criados 25 novos leitos - todos eles foram ocupados. 

Enfermaria

Se a taxa de ocupação de leitos de UTI voltou a subir, a de enfermaria continua aumentando desde o início da pandemia. Nesta segunda-feira (20), esse índice bateu novo recorde, de 77%. Isso significa que, dos 1.087 leitos clínicos na rede pública municipal, 832 estão ocupados. 

Números

Belo Horizonte ultrapassou os 14 mil casos confirmados de covid-19 nesta segunda-feira (20), ainda conforme o boletim da prefeitura. Até o momento, 343 pessoas morreram em decorrência da covid-19 na capital mineira.