Novo Coronavírus

Minas Gerais Ocupação em UTIs volta a subir em BH após sete dias em queda

Ocupação em UTIs volta a subir em BH após sete dias em queda

Percentual passou de 84,8% para 87,2%; taxa em enfermarias reduziu e índice de transmissão ficou estável

Ocupação em UTIs está em alerta vermelho

Ocupação em UTIs está em alerta vermelho

Reprodução / PBH

Após sete dias com todos os indicadores usados no monitoramento da covid-19 na capital em queda, a taxa de ocupação das UTIs (Unidades de Tratamento Intensivo) para coronavírus voltou a subir, nesta quinta-feira (15).

O índice passou de 84,8% para 87,2%, que é considerado um alerta vermelho. Enquanto isto, a ocupação nos leitos simples de enfermarias recuou de 68,1% para 65,4%, portanto, na fase amarela. Já o RT, índice que mede o ritmo de transmissão do vírus, se manteve estável, em 0,87. Este é o único indicador no patamar verde.

Durante esta tarde, a prefeitura discutiu pelo segundo dia seguido a possibilidade de reabertura do comércio, mas a reunião terminou sem definição. Na quarta-feira (14), o Executivo Municipal já havia alertado sobre a possibilidade do martelo ser batido apenas nesta sexta-feira (16), quando acontece o terceiro encontro.

Embora a prefeitura tenha registrado melhora no ritmo de transmissão do coronavírus e na ocupação de leitos, a falta de insumos nos hospitais deixa o grupo em alerta. A continuação da reunião já foi confirmada para esta sexta-feira.

Últimas