Operação investiga rombo de R$ 4,3 milhões em prefeitura da Grande BH

De acordo com as investigações, os recursos eram desviados em um esquema de pagamentos de serviços não prestados em Ribeirão das Neves (MG)

Mandados foram cumpridos na sede da prefeitura

Mandados foram cumpridos na sede da prefeitura

Reprodução / Record TV Minas

As Polícias Civil e Militar realizaram uma operação na Prefeitura de Ribeirão das Neves, nesta sexta-feira (22). De acordo com as investigações, o alvo é uma organização criminosa que gerou um prejuízo de pelo menos R$ 4,3 milhões aos cofres do Executivo municipal.

Segundo dados da operação “Oitavo Círculo”, os recursos eram desviados por meio de um esquema de pagamentos de serviços não prestados no setor de locação de máquinas pesadas. Os investigados são empresários, agentes públicos e políticos. Eles são suspeitos dos crimes de fraude em licitação pública e peculato.

A operação reuniu 67 policiais civis, 16 militares e 3 promotores do Ministério Público. Além do prédio da prefeitura de Ribeirão das Neves, a polícia cumpriu ordens de busca em outros prédios públicos, empresas e casas dos suspeitos de integrar a organização. A Justiça também deu ordens de bloqueio de bens no montante de até R$ 4,3 milhões.

Durante a ação, os funcionários da prefeitura ficaram do lado de fora e não puderam entrar no prédio. Ao todo, foram cumpridos 22 mandados de busca e apreensão em Ribeirão das Neves, Belo Horizonte, Sete Lagoas e Ibirité.

A reportagem fez contato com representantes da Prefeitura de Ribeirão das Neves para comentar sobre a operação, mas ainda aguarda retorno.