Minas Gerais Paciente é suspeito de furtar R$ 1.000 em lingeries em posto de BH 

Paciente é suspeito de furtar R$ 1.000 em lingeries em posto de BH 

Câmeras de segurança da unidade, que fica na região de Venda Nova, em BH, mostram o suspeito pegando a sacola com os produtos e indo embora 

  • Minas Gerais | Camila Cambraia, da Record TV Minas

Um paciente é suspeito de furtar uma sacola com mais de R$ 1.000 em lingeries dentro de um posto de saúde, no bairro Mantiqueira, na região de Venda Nova, em Belo Horizonte, na tarde desta quarta-feira (11).

Imagens de câmeras de segurança mostram a ação do suspeito. O homem de máscara branca, camisa e calça jeans é um paciente, à espera de atendimento. Mas ele também aproveita o tempo livre para observar a movimentação no posto.

As imagens ainda mostram que quando uma enfermeira sai de uma sala, o usuário entra, pega uma sacola e vai embora.

Dentro do saco preto havia aproximadamente R$ 1.000 em lingeries. Os produtos foram deixados sob os cuidados da funcionaria que aparece nas imagens. Cristina Miranda levaria as peças para casa no mesmo dia. Mas quando voltou para buscar, nao encontrou a sacola.

Suspeito pegou a sacola dentro de uma sala do posto

Suspeito pegou a sacola dentro de uma sala do posto

Reprodução/RecordTVMinas

— Eu acho que nem ele [suspeito] sabe o que tinha dentro da sacola. Eu peguei o saco na porta do posto, amarrei e coloquei ele perto do armário e saí. Ele estava esperando só a oportunidade. 

De acordo com a técnica em enfermagem, o paciente ficou cerca de uma hora na unidade, mas, depois do furto, não esperou pela consulta.

— Tinha um rapaz aguardando ele aqui fora [do posto de saúde], entregou o saco para ele, voltou para dentro do posto e disse que não queria mais o atendimento. 

Cristina afirma que o homem foi identificado. Ele é morador do bairro e frequenta o posto de saúde. A vítima ainda reclama da insegurança na unidade de saúde. Segundo ela, situações como essa se tornaram frequentes no local.

— A gente pede que a prefeitura reveja a questão da Guarda Municipal e do porteiro dentro do posto de saúde, porque realmente a gente fica vulnerável a qualquer pessoa que quiser fazer algo aqui. 

Procurada pela reportagem, a Secretaria Municipal de Saúde informou que os produtos já foram recuperados e que o centro de saúde conta com um circuito interno de segurança que possibilitou a identificação do autor do furto. 

Últimas