Minas Gerais Pai é suspeito de estuprar e manter relacionamento fixo com a filha

Pai é suspeito de estuprar e manter relacionamento fixo com a filha

Homem foi preso enquanto polícia investigava supostas agressões da jovem contra um outro filho do suspeito, que vive com eles

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento e Célio Ribeiro*, do R7

Mandado foi cumprido no bairro Nova Gameleira, em BH

Mandado foi cumprido no bairro Nova Gameleira, em BH

Reprodução / Google Street View

Um homem foi preso suspeito de estuprar e manter um relacionamento fixo com a filha de 15 anos, no bairro Nova Gameleira, na região Metropolitana de Belo Horizonte.

Segundo a Polícia Civil, pai e filha viviam em situação similiar a um "matrimônio".

Os investigadores chegaram até ele após uma vizinha denunciar que a adolescente estaria agredindo um outro filho do homem, um menino de 4 anos. A criança foi encontrada com hematomas nos olhos e rosto e foi encaminhada a um abrigo.

Inicialmente, os relatos apontavam que a jovem era madrasta da criança e companheira do pai do garoto. O suspeito era investigado pelos estupros desde 2019 pela Polícia Civil em São Joaquim de Bicas, na região metropolitana de Belo Horizonte. Desde então, eles viviam juntos, conforme relata a delegada Iara França.

— Ela tem um bebê que pode ser filho do próprio pai. Não temos certeza, mas solicitamos a realização de um exame de DNA. O suspeito pode ser pai e avô do bebê ao mesmo tempo.

O acusado foi preso estupro de vulnerável cometido contra a filha, em relação à investigação da Polícia Civil de São Joaquim de Bicas. A jovem de 15 anos foi levada para a casa de parentes e, segundo a delegada, estaria impedida de retornar ao bairro Nova Gameleira.

— Ela está, de certa forma, escondida, pois ela foi jurada de morte pelas agressões contra a criança.

Já o bebê continua em um abrigo da Prefeitura de Belo Horizonte. A Polícia Civil informou que o inquérito será concluído ‘o mais rápido possível’.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Pablo Nascimento

Últimas