Pai que anunciou filho recém-nascido em site de vendas consegue alvará de soltura

Liberdade foi concedida pela Justiça nesta sexta-feira (1º)

O homem que anunciou o filho recém-nascido em uma página de vendas na internet pode ser solto a qualquer momento. O alvará de soltura foi expedido nesta sexta-feira (1º).

O anúncio dizia que o bebê é "lindo e saudável" e classificava a compra da criança como um "bom investimento". Um casal viu o anúncio e acionou a polícia.

Leia mais notícias de Minas Gerais no Portal R7

A princípio, o pai disse que estava surpreso e negou que tivesse qualquer relação com a publicação, mas acabou confessando o crime para a polícia. Em depoimento, afirmou que tudo não passava de uma "brincadeira".

Segundo a Polícia Civil, ele responde por submeter o filho a constrangimento e por colocá-lo à venda. A mãe, conforme a corporação, não teve nenhuma participação e não foi autuada.

O site de compra e venda onde foi divulgado o anúncio lamentou o ocorrido e removeu a publicação assim que identificou o conteúdo.