Novo Coronavírus

Minas Gerais Pela 1ª vez, BH divulga boletim com metas para retomar atividades

Pela 1ª vez, BH divulga boletim com metas para retomar atividades

Taxa média de transmissão por infectado está em 1,09, maior que a meta de 1, estabelecida pela prefeitura; ocupação de leitos é baixa na capital

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

Isolamento em BH começou em 22 de março

Isolamento em BH começou em 22 de março

Flickr/PBH

A Prefeitura de Belo Horizonte divulgou pela primeira vez nesta sexta-feira (15), o boletim de monitoramento e retomada de atividades na cidade. Conforme o índice, com os dados de hoje, a capital mineira não poderia determinar a reabertura do comércio não essencial na cidade. 

O Executivo leva em conta três indicadores - classificados nas cores verde, amarela e vermelha: número médio de transmissão por infectado (Rt), ocupação de leitos de UTI e ocupação de leitos de enfermaria. 

Quem chegar a BH com suspeita de covid-19 vai ser enviado a hospital

Os dois últimos índices estão classificados com a cor verde. Segundo a Prefeitura de BH, os leitos, tanto de terapia intensiva quanto de enfermaria devem ficar com taxa de ocupação menor que 50%. Hoje, as unidade de UTI específicas para covid estão com ocupação de 49% na UTI e 30% na enfermaria, de acordo com a prefeitura. 

No entanto, o indicador que mede o número médio de transmissão por infectado está maior que o desejável e, portanto, no nível de alerta amarelo. Conforme o boletim, hoje, Belo Horizonte tem um índice de transmissão de 1,09 e, o ideal é que essa taxa seja igual ou menor que 1.   

Divulgação/PBH

Tendência 

De acordo com o boletim da prefeitura, com uma taxa de transmissão maior que 1, a tendência é de um aumento de casos e, consequentemente, de internações. Ou seja, esse indicador interfere diretamente nos demais e podem elevar o nível de alerta com relação à hospitalização. 

O indicador de transmissão (Rt) mede a taxa média de quantas pessoas um infectado é capaz de contaminar. A menor taxa desse índice foi apurado em 16 de abril, com 0,88. De lá para cá, a taxa média de transmissão vem aumentando.  

Últimas