Minas Gerais Perfil nas redes sociais ameaça alunos de escola em Sarzedo (MG)

Perfil nas redes sociais ameaça alunos de escola em Sarzedo (MG)

Viaturas da Polícia Militar fizeram patrulhamento e não encontraram nada suspeito; usuário foi excluído nesta quinta (28)

  • Minas Gerais | Arthur Santana*, da Record TV Minas

Mensagens foram postadas nas redes sociais

Mensagens foram postadas nas redes sociais

Reprodução/Redes Sociais

Pais de alunos da Escola Estadual José Pereira dos Santos, em Sarzedo, na região metropolitana de Belo Horizonte, ficaram preocupados após um perfil em uma rede social postar ameaças de um massacre na instituição nesta sexta-feira (29). As publicações foram realizadas nesta quinta (28).

Segundo uma servidora da escola, a Polícia Militar foi acionada e foi até o local realizar a ocorrência. Cerca de 40 minutos após a denúncia, o perfil foi apagado. Não há nenhuma movimentação estranha na escola nesta sexta.

A PM de Sarzedo confirmou que os militares foram acionados, mas que a ameaça foi apenas um boato. As viaturas fizeram um patrulhamento pelo local e não encontraram ninguém em atitude suspeita.

"Logo após a ocorrência o perfil foi desativado. Desta forma, não sendo constatado nenhum risco aos alunos e profissionais, as atividades pedagógicas seguiram normalmente na unidade. A Superintendência Regional de Ensino Metropolitana B, responsável pela coordenação da escola, também está acompanhando o caso", informou a SEE-MG (Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais).

Ameaça em Ibirité 

Esse não é o único caso de ameaça que envolveu unidades de ensino da região metropolitana de Belo Horizonte, durante a semana. Nesta quinta-feira (28), a Polícia Militar foi chamada pela direção de duas escolas estaduais do município de Ibirité, na Grande BH, para investigar risco de explosão de bombas anunciadas pelas redes sociais e que, supostamente, teriam como alvo as instituições. 

Segundo a SEE-MG, foi concluído que se tratava apenas de boatos e a polícia foi chamada como medida preventiva. Em nenhum momento houve interrupção das atividades escolares.

*Estagiário sob supervisão de Ana Gomes

Últimas