PF combate maior quadrilha de tráfico de armas e drogas no norte de MG

Operação Todos Pagam visa cumprir 68 mandados judiciais contra os envolvidos

A Polícia Federal de Minas Gerais realiza a operação Todos Pagam na manhã desta quinta-feira (28), com o objetivo de combater uma quadrilha considerada a maior fornecedora de drogas e armas no norte do Estado. Conforme a corporação, o grupo possui ramificações também no Mato Grosso do Sul. 

Cerca de 110 policiais participam da ação para cumprir 68 mandados judiciais expedidos pela 1ª Vara Criminal de Montes Claros, sendo 15 de prisão temporária, 18 de busca e apreensão e 35 de sequestro de bens. As atividades acontecem em Belo Horizonte, São Joaquim de Bicas, Nova Porteirinha, Salinas, Padre Carvalho e Montes Claros, além da cidade de Iguatemi (MS).

Leia mais notícias sobre Minas Gerais no Portal R7

Esquema

Segundo as investigações, os membros da organização são os maiores fornecedores em drogas e armas da região norte mineira. Foi identificado também que tanto os entorpecentes quanto ao armamento traficados, eram provenientes do estado do Mato Grosso do Sul. Além disso, a quadrilha também realizava assalto a empresários, roubo a agências lotéricas, agências dos correios e estabelecimentos comerciais, bem como furto de veículos e de bens de pessoas físicas.

Foi possível identificar ainda que os envolvidos participaram de crimes de grande repercussão, como o milionário assalto de pedras preciosas em Coronel Murta, em maio de 2015.

Os acusados responderão por crimes de organização criminosa, posse e comércio ilegal de armas de fogo, furto, roubo, corrupção de testemunhas e lavagem de dinheiro. Somadas, as penas máximas aplicadas podem ultrapassar a trinta anos.