Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

PF indicia oito pessoas e três empresas por crimes ambientais na tragédia em Mariana (MG)

Corporação concluiu inquérito depois de dois meses da suspensão das investigações

Minas Gerais|Do R7


PF responsabilizou oito pessoas pelas consequências ao meio ambiente
PF responsabilizou oito pessoas pelas consequências ao meio ambiente

A Polícia Federal de Minas Gerais divulgou na manhã desta quinta-feira (9) que concluiu o inquérito sobre o rompimento da barragem de Fundão em Mariana, na região central do Estado, e a contaminação do Rio Doce. De acordo com a corporação, oito pessoas e três empresas foram indiciadas por crimes ambientais e danos contra o patrimônio histórico e cultural.

Ainda segunda a polícia, o inquérito foi finalizado depois que o Superior Tribunal de Justiça decidiu pela competência federal para o julgamento do caso, após todos os procedimentos terem ficado suspensos por mais de dois meses. A PF dará detalhes das investigações em entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (6), na sede da corporação em Belo Horizonte.

Leia mais notícias no R7

MPF pede suspensão de acordo entre governos, Samarco, Vale e BHP

Em março deste ano, uma liminar do STJ determinou que o Ministério Público encaminhasse o inquérito para a Justiça Federal. Com a decisão, o processo seria analisado na subseção do órgão em Ponte Nova, na Zona da Mata.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.