Minas Gerais PF investiga fraudes na compra de máscaras contra a covid-19 em MG

PF investiga fraudes na compra de máscaras contra a covid-19 em MG

Operação cumpre mandados de busca e apreensão na cidade de Juiz de Fora, a 283 km de BH; investigadores indicam superfaturamento de produtos

CGU indica superfaturamento de quase R$ 700 mil

CGU indica superfaturamento de quase R$ 700 mil

Reprodução/ Pixabay

A PF (Polícia Federal) realiza, na manhã desta quarta-feira (21), em Juiz de Fora, a 283 km de Belo Horizonte, uma operação contra supostas irregularidades na venda de produtos hospitalares durante a pandemia.

A corporação apura a prática de peculato, que é quando um servidor desvia recursos públicos. As investigações apontam que uma mesma empresa foi contratada em diferentes momentos, com dispensa de licitação, para fornecer máscaras cirúrgicas e álcool 70%.

Segundo a CGU (Controladoria Geral da União), os preços praticados estavam entre 56% e 73% acima do valor do mercado, o que teria gerado um superfaturamento de quase R$ 700 mil.

Ainda há relatos de atraso nas entregas das compras e divergência em relação aos produtos solicitados. A Polícia Federal ainda não detalhou quem são os alvos da ação, que segue em andamento. Caso sejam denunciados e condenados por peculato, os envolvidos podem pegar até 12 anos de prisão.

Últimas