Polícia convoca 15 mil militares para acompanhar protestos em BH

Grupos se reúnem na praça da Liberdade contra a presidente Dilma Rousseff

Polícia promete reforçar efetivo para acompanhar protestos
Polícia promete reforçar efetivo para acompanhar protestos Facebook / Reprodução

Efetivo máximo da Polícia Militar nas ruas de BH e região metropolitana neste domingo (15). Por conta dos protestos agendados para a praça da Liberdade, que prometem reunir cerca de 40 mil pessoas, o comando-geral da corporação promete 15 mil policiais nas ruas para conter eventuais confusões e proteger o patrimônio.

Os militares que folgariam neste domingo tiveram o dia de descanso substituído para reforçar a atuação dos Batalhões. A maioria deve se concentrar na praça da Liberdade, na região centro-sul, que deve receber a maior concentração de manifestantes anti-governo. Também são esperados atos em Betim e Contagem.

Leia mais notícias de Minas Gerais no Portal R7

Segundo o major Gilmar Luciano, coordenador da assessoria de comunicação da PM mineira, uma técnica que deve ser usada é o envelopamento, que deu certo durante protestos contra a Copa do Mundo. Ela consiste em delimitar áreas onde ficarão os manifestantes e cercá-los com a tropa.

Além disso, o setor de inteligência da PM monitora redes sociais para descobrir se há black blocs preparando infiltrações para tumultar o movimento, que tem manifestos de convocação pacífica.

Em textos divulgados pelos grupos Vem Pra Rua e Brasil Livre, os organizadores destacam que os manifestantes, se perceberem black bloc infiltrados, devem se abaixar e usar apitos para avisar a polícia.