Minas Gerais Polícia prende 8 suspeitos de tortura em clínica de reabilitação em MG

Polícia prende 8 suspeitos de tortura em clínica de reabilitação em MG

Investigadores apuram denúncias de maus-tratos, abusos sexuais e cárcere privado; alguns internos foram levados compulsoriamente

Clínica investigada fica localizada em Prudente de Morais (MG)

Clínica investigada fica localizada em Prudente de Morais (MG)

Reprodução / Google Street View

A Polícia Civil prendeu oito pessoas, nesta segunda-feira (19), como suspeitas de torturar internos de uma clínica de reabilitação em Prudente de Morais, a 65 km de Belo Horizonte.

As investigações indicam que há ainda denúncias de abusos sexual contra ao menos dois internos.

Segundo a delegada Priscila Pereira Gomes, a clínica criada em fevereiro deste ano cuidava de 45 pessoas atualmente.

— Nós encontramos 28 delas em quartos trancados e quatro com distúrbios psiquiátricos em um local no andar de baixo do prédio. Estas 32 pessoas estavam em situação de cárcere privado.

Priscila explica que parte dos internos foram levados para o local compulsoriamente, sem a vontade deles. Alguns deles estavam no local para tratar dependência química.

Veja: Asilo na Grande BH é fechado por denúncias de tortura contra idosos

Entre os presos está um funcionário que, segundo a polícia, seria um dos donos do espaço. Os outros são antigos internos que trabalham no local e era responsáveis por cuidar das chaves do espaço.

Ainda segundo a delegada, o centro de internação não tinha alvará de funcionamento. A prefeitura foi acionada pelos policiais e irá encaminhar os 45 internos para outro abrigo. A reportagem tenta contato com a direção da clínica.

Últimas