Minas Gerais Polícia prende suspeitos de matar a tiros e atropelar homem em BH 

Polícia prende suspeitos de matar a tiros e atropelar homem em BH 

Câmeras de segurança ajudaram a Polícia Militar a identificar os suspeitos envolvidos no assassinato do homem; vítima teria dívida de R$ 8 mil 

  • Minas Gerais | Caio Augusto*, do R7, com Camila Cambraia, da Record TV Minas

Crime aconteceu no último sábado (8)

Crime aconteceu no último sábado (8)

Reprodução/RecordTV Minas

A Polícia Militar prendeu quatro suspeitos de assassinar um homem, na manhã desse sábado (8), no bairro Califórnia, próximo a BR-040, na região Noroeste de Belo Horizonte. Câmeras de segurança ajudaram os militares a encontrar os envolvidos.

Segundo a polícia, imagens de um circuito de segurança de uma casa próximo ao local do assassinato ajudaram a identificar a placa do veículo usado no crime. A PM informou que o carro é de um motorista de aplicativo, que havia prestado queixa sobre o roubo do veículo.

Segundo a corporação, eles chegaram até os suspeitos a partir de informações fornecidas pelo dono do carro. A polícia informou que um homem de 24 anos foi preso em Santa Luzia, na Grande BH, e confessou o crime. Uma adolescente de 16 anos também foi apreendida. 

A PM suspeita que a jovem pode ser a mesma que aparece nas imagens atirando contra a vítima, de 34 anos. No local, onde os suspeitos foram presos, a polícia encontrou munição de pistola calibre 38 e R$ 2 mil em dinheiro. A PM ainda informou que a arma usada no crime ainda não foi encontrada.

O crime

Um homem de 34 anos foi assassinado em uma rua do bairro California, na região Noroeste de Belo Horizonte, na manhã desse sábado (8). Imagens de câmeras de segurança flagraram o momento em que dois suspeitos descem de um veículo e tiram a vítima do porta malas. 

Pelas imagens, é possível ver o momento em que o casal atira diversas vezes contra a vítima e ainda passa, com o carro, por cima do corpo do homem, quando estava indo embora. O homem foi identificado como Diego Adelson de Souza. 

A PM chegou até a rua após denúncias de moradores da região que ouviram os disparos. Os militares informaram que chegaram 40 minutos após o ocorrido, e que o homem foi encontrado sem vida. O corpo de Adelson foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal). 

A PM informou que a motivação do crime poderia ser uma dívida de R$ 8 mil que a vítima tinha com traficantes do Aglomerado da Serra, na região Centro-Sul da capital mineira. 

*Estagiário do R7 sob supervisão de Lucas Pavanelli 

Últimas