Políticas de segurança adotadas em BH são destaque em site americano

Artigo aponta a cidade como um exemplo de município que adotou ações públicas e repensou papel da segurança para reduzir a criminalidade

Texto aponta grafites como política pública de segurança

Texto aponta grafites como política pública de segurança

Divulgação / PBH / Victor Alves

Os grafites em muros de regiões consideradas perigosas, a instalação de mais iluminação nas ruas e a atuação da Guarda Municipal de Belo Horizonte foram destaques de um site britânica, em um artigo que discute o combate à violência no Brasil.  As ações citadas foram feitas durante a revitalização na região da Lagoinha e foram realizadas pelo Movimento Gentileza, promovido pela prefeitura da capital mineira.

O projeto tem como objetivo a "realização de diversas ações que contribuem para uma cidade mais gentil com a cena urbana e com seus cidadãos". Em mais de um ano de atuação, o Movimento Gentileza viabilizou intervenções artísticas em vários pontos da cidade, como o Mural Liberdade, na Praça da Liberdade, o Mural Gentileza CRPI, no Centro de Referência da Pessoa Idosa e o próprio Gentileza Lagoinha, que se tornou uma galeria de arte a céu aberto em BH com a pintura de estruturas da região.

O texto assinado pelo escritor Mac Margolis, do site americano Bloomberg. aponta a capital mineira, assim como as cidades colombianas Medelín e Cali, como exemplos de municípios que repensaram o papel das forças de segurança e conseguiram reduzir os índices de criminalidade.

O autor coloca BH como contraponto a outros municípios da América Latina, como o Rio de Janeiro, que, segundo a publicação, teve aumento de mortes causadas por policiais.

“Em vez de expulsar viciados de uma região conhecida pelo consumo crack e infestada de ladrões, as autoridades de Belo Horizonte instalaram equipamentos de ginástica, luzes de led e convidaram artistas de rua para iluminar o bairro da Lagoinha”, destaca o texto publicado nesta quarta-feira (18).