Protestos pelo Brasil
Minas Gerais Prefeito de BH propõe redução de R$ 0,05 no valor da passagem de ônibus 

Prefeito de BH propõe redução de R$ 0,05 no valor da passagem de ônibus 

Projeto será enviado à Câmara Municipal; tarifa passaria de R$ 2,80 para R$ 2,75

Prefeito de BH propõe redução de R$ 0,05 no valor da passagem de ônibus 

Lacerda anunciou ontem (19) a previsão de redução, durante protestos na capital mineira

Lacerda anunciou ontem (19) a previsão de redução, durante protestos na capital mineira

Antônio Cruz/ABr

O prefeito Marcio Lacerda anunciou nesta quinta-feira (20) que vai enviar à Câmara Municipal um projeto de lei para reduzir o valor da passagem de ônibus em Belo Horizonte de R$ 2,80 para R$ 2,75. Os R$ 0,05 de redução seriam referentes à diminuição para 2% do Imposto Sobre Serviços na incidência dos custos do transporte.

Ontem (19), durante manifestações na capital mineira, o prefeito já havia adiantado que buscaria vializar a diminuição do preço das passagens.

O preço do transporte público foi a grande motivação para as manifestações que tomaram conta do Brasil nas últimas semanas. Desde o dia 1º de junho, as tarifas subiram de R$ 3 para R$ 3,20 na cidade de São Paulo, gerando grandes protestos na capital paulista.

Leia mais notícias no R7 MG

Manifestantes protegem comandante da PM em BH contra agressão

Desde sábado (15), Belo Horizonte se juntou aos atos, que "não são só sobre os 20 centavos". Na segunda-feira (17), 15 mil pessoas participaram da manifestação, que ocupou a praça Sete, no centro da capital, e a avenida Antônio Carlos, principal acesso ao Mineirão, que no dia recebia o primeiro jogo da Copa das Confederações na cidade. No fim da tarde, houve confronto entre os manifestantes e a Polícia Militar.

Já na terça-feira (18), um novo ato foi realizado na praça Sete e também na Antônio Carlos, em frente ao campus da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Durante a noite, um grupo isolado, em atos de vandalismo, depredou bancos e prédios públicos, ateou fogo em sacos de lixo e saqueou lojas no centro de Belo Horizonte. Doze pessoas foram presas.

As manifestações continuam nesta quinta-feira. O novo protesto já tem cerca de 40 mil confirmados e deve começar na praça Sete.