Novo Coronavírus

Minas Gerais Prefeitura de Betim recua e fecha comércio após 1ª morte por covid-19

Prefeitura de Betim recua e fecha comércio após 1ª morte por covid-19

Uma semana após a determinação de abertura, cidade da Grande BH emite decreto e pode multar em até R$ 50 mil quem descumprir a regra

 
Prefeitura diz ter feito 7 mil ações de fiscalização

Prefeitura diz ter feito 7 mil ações de fiscalização

Reprodução/Prefeitura de Betim

Após determinar a reabertura do comércio e registrar a primeira morte por covid-19, a Prefeitura de Betim recuou, determinou o fechamento de parte das lojas e estabeleceu multa de até R$ 50 mil para quem descumprir a nova regra. 

O primeiro óbito registrado na cidade da região metropolitana de Belo Horizonte, ocorreu na última terça-feira (28) e entrou nos registros oficiais da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais nesta quinta-feira (30). Essa foi a 82ª morte causada pela doença no Estado. 

A mulher, de 80 anos, faleceu 10 dias depois que a Prefeitura de Betim publicou um decreto autorizando a abertura de algumas atividades econômicas no município. A regra entrou em vigor no dia 22 de abril.  

Veja mais: Lojistas apresentam proposta para reabertura do comércio em BH

Após a confirmação do falecimento, a cidade da Grande BH determinou, mais uma vez, o fechamento de bares, proibiu o consumo de bebida alcoólica em espaços públicos e determinou multa para estabelecimentos comerciais e transporte público que não cumprirem as medidas de prevenção contra o novo coronavírus.

Fiscalização

De acordo com a Prefeitura de Betim, na última semana mais de 7 mil ações de fiscalização foram realizadas no município e as novas regras atendem a um diagnóstico feito em cima dessas ações.

Segundo o procurador geral do Município, Bruno Cypriano, foram registradas uma série de abusos.

- Tentamos buscar uma saída harmoniosa entre a preocupação com saúde e a manutenção da renda dos comerciantes, infelizmente foi necessário endurecer novamente. É preciso que a adequação dos estabelecimentos seja respeitada. Boa parte da população ainda não se conscientizou de que o momento não é de lazer

Novas regras

De acordo com dois decretos publicados nesta quinta-feira (30), os restaurantes só pdoerão funcionar entre 10h e 21h. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, 5% da rede de atendimento hospitalar está ocupada neste momento.

De acordo com o secretário adjunto de Saúde, Augusto Viana, esse quadro pode mudar e "a população deve contribuir  priorizando o isolamento social, saindo de casa apenas em casos de extrema necessidade”.

A prefeitura também disponibilizou canais de denúncia, caso os moradores identifiquem estabelecimentos que estiverem descumprindo as regras. Nesse caso, as denúncias podem ser feitas pela Ouvidoria, por meio dos telefones (31) 3512-3453 e (31) 3512-3315.

Últimas