Minas Gerais Prefeitura de BH publica decreto; veja comércios proibidos de abrir

Prefeitura de BH publica decreto; veja comércios proibidos de abrir

Medidas de restrição valem a partir das 14h deste sábado (6); apenas estabelecimentos essenciais podem abrir na cidade  

Comércio volta a fechar em Belo Horizonte a partir das 14h deste sábado (6)

Comércio volta a fechar em Belo Horizonte a partir das 14h deste sábado (6)

Pablo Nascimento / R7

A Prefeitura de Belo Horizonte publicou, neste sábado (6), o decreto que restringe o funcionamento de estabelecimentos comerciais a partir das 14h deste sábado. A medida foi anunciada pelo prefeito Alexandre Kalil (PSD), após a constatação da piora nos indicadores de monitoramento da pandemia na capital mineira. 

Portanto, a partir das 14h deste sábado (6), só poderão funcionar comércios considerados essenciais, como supermercados, farmácias, padarias, postos de combustível, dentre outros. Bares e restaurantes poderão abrir, desde que para entrega em casa ou para retirada. 

A medida não tem uma duração estimada e a revogação do decreto depende de uma melhoria nos indicadores da pandemia na cidade. Nesta sexta-feira, o índice de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) está em 81%, no nível vermelho.

A taxa de transmissão da doença caiu um pouco, mas permanece alta, em 1,16 - o que indica uma expansão da covid-19 na cidade. Já a taxa de ocupação de enfermarias chegou a 61,9%

Confira os comércios que não podem abrir a partir das 14h deste sábado (6)

-Artigos de bomboniere e semelhantes
-Artigos de iluminação 
- Artigos de cama, mesa e banho
- Utensílios, móveis e equipamentos domésticos, exceto eletrodomésticos e equipamentos de áudio e vídeo     
- Tecidos e armarinho     
- Artigos de tapeçaria, cortinas e persianas         
- Produtos de limpeza e conservação     
- Artigos de papelaria, livraria e fotográficos       
- Brinquedos e artigos recreativos           
- Bicicletas e triciclos, peças e acessórios
- Cosméticos, produtos de perfumaria e de higiene pessoal         
- Veículos automotores
- Peças e acessórios para veículos automotores
- Pneumáticos e câmaras-de-ar
- Comércio atacadista da cadeia de comércio varejista da fase 1
- Cabeleireiros, manicure e pedicure       
- Centros de comércio popular instituídos a qualquer tempo por Operações Urbanas visando a inclusão produtiva de camelôs, desde que localizados no Hipercentro ou em Venda Nova

Últimas