Prefeitura pode pagar até R$ 500 mil para retirar capivaras da lagoa da Pampulha

Animais estão invadindo e destruindo os jardins do paisagista Burle Marx

Prefeitura pode pagar até R$ 500 mil para retirar capivaras da lagoa da Pampulha

A previsão é que 90% das capivaras sejam retiradas do local

A previsão é que 90% das capivaras sejam retiradas do local

Record Minas

A decisão da Prefeitura de Belo Horizonte de retirar as capivaras que habitam a orla da Lagoa da Pampulha pode custar até R$ 500 mil. O trabalho será feito por uma empresa especializada, que será escolhida por meio de licitação.

Os animais estão invadindo os jardins do paisagista Burle Marx e se alimentando de plantas raras. Por isso, a prefeitura decidiu retirar o excesso de capivaras do local.

Leia mais notícias no R7 MG

Atualmente, são cerca de 170 roedores nos jardins e quase 400 em toda a bacia da Pampulha. A previsão é que 90% deles sejam levados para outros ambientes.

As capivaras serão deixadas em cativeiros, fazendas e até em outras lagoas. O custo inicial da remoção é de R$ 350 mil, mas o valor pode chegar a R$ 500 mil.

O Ibama irá acompanhar todo o processo para garantir a sobrevivência dos animais. Depois da retirada, a empresa continuará o monitoramento da bacia. Os animais devem ser retirados em setembro, antes do início do período chuvoso.