Prefeituras da Grande BH se juntam para pensar redução de isolamento

"Não vamos misturar a abertura do comércio com a compra de caixões", disse o prefeito da capital mineira ao pedir cautela em relação à flexibilização

Prefeitos falaram sobre criação de grupo

Prefeitos falaram sobre criação de grupo

Camila Cambraia / Record TV Minas

As prefeituras de cidades da região metropolitana de Belo Horizonte vão montar um grupo para discutir, em conjunto, medidas que devem ser adotadas para flexibilizar o isolamento social nos municípios. 

Os chefes do Executivo de Belo Horizonte, Betim, Contagem e Nova Lima se reuniram, nesta segunda-feira (27), para alinhar os trabalhos.

Após o encontro, Alexandre Kalil (PSD), prefeito da capital mineira, voltou a afirmar que só vai afrouxar a quarentena na cidade após os técnicos da Secretaria de Saúde concluírem que a decisão não vai aumentar o número de contaminados e de mortos.

— Não vamos misturar a abertura do comércio com a compra de caixão e câmara frigorífica.

Vitor Penido (Dem), prefeito de Nova Lima, afirmou que a expectativa é que todas as cidades da Grande BH possam trocar informações e chegar a um consenso sobre o melhor caminho a ser seguido. O grupo deve voltar a se reunir entre os disa 6 e 7 de maio para tratar do assunto.

— Nova Lima é praticamente um bairro de Belo Horizonte. Gradativamente, nós vamos analisando os setores que têm condições de abrir.

O secretário Planejamento de Belo Horizonte, André Reis, afirmou que especialistas da prefeitura vão analisar, a partir desta segunda-feira, estudos sobre o crescimento da covid-19 na região. Os dados vão ser usados como base para uma possível volta do comércio, que pode acontecer em horários alternados. 

— A pré-condição para esta reabertura é o termômetro epidemiológico da doença. É ele que vai determinar quando e como abrir.

Lojas abertas

Enquanto Kalil mantém regras mais rígidas em Belo Horizonte, alguns prefeitos da região metropolitana já liberaram a abertura da lojas, desde que sejam adotadas medidas de proteção e higienização. Entre os munícios da Grande BH que já estão com portas abertas, estão Betim, Ribeirão das Neves, São Joaquim de Bicas e Santa Luzia. 

Na última semana, o governdor Romeu Zema afirmou que metade das 853 cidades mineiras já adotaram alguma medida de flexibilização. O Governo do Estado promete divulgar nesta semana regras que devem ser seguidas pelos municípios que optarem por reduzir a quarentena.