Professor da UFMG descobre vírus misterioso em Belo Horizonte

Micro-organismo foi localizado na Lagoa da Pampulha; de acordo com os pesquisadores, novo vírus não apresenta riscos para a saúde humana

Yaravírus não apresenta riscos para a saúde humana

Yaravírus não apresenta riscos para a saúde humana

Reprodução/ bioRxiv

Um professor da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) descobriu um novo vírus com o DNA composto de proteínas não conhecidas. Batizado de Yaravírus, o micro-organismo foi encontrado na Lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte e, segundo as pesquisas, não apresenta riscos para a saúde humana.

A descoberta foi feita pela equipe do virologista Jonatas Abraão, do ICB (Departamento de Microbiologia do Instituto de Ciências Biológicas) da universidade. 

O micro-organismo foi nomeado de Yaravírus, fazendo uma referência à Yara, a “mãe das águas”. A ideia foi  manter às nomenclaturas da mitologia indígena Tupi-Guarani, já que, há dois anos, o mesmo grupo de pesquisadores isolou o maior vírus do mundo, chamado de Tupanvírus.

Agora, os pesquisadores buscam ajuda financeira para custear as pesquisas com o novo vírus. 

*Estagiária do R7, sob supervisão de Lucas Pavanelli