Coronavírus

Minas Gerais Professores podem ter prioridade na vacinação contra covid-19 em BH

Professores podem ter prioridade na vacinação contra covid-19 em BH

Informação foi adiantada pela secretária de Educação em reunião com pais e professores; medida depende da chegada de doses

Prioridade depende da chegada de doses em BH

Prioridade depende da chegada de doses em BH

Reprodução / Freepik

A Prefeitura de Belo Horizonte pode priorizar a imunização dos professores da rede municipal contra a covid-19 para o retorno das aulas presenciais, previsto para o dia 1º de março.

A informação foi adiantada pela secretária municipal de Educação,  Ângela Dalben, em reunião virtual realizada nesta segunda-feira (1º) com pais e professores. De acordo com a secretária, a priorização depende da chegada de novas doses na capital mineira.

— Nós vamos vacinar boa parte dos idosos e vamos imunizar, com prioridade, parte dos professores da rede municipal. [...] À medida que as vacinas vão chegando, nós vamos tendo uma campanha mais ampla e uma possibilidade de retorno maior.

Veja: "Confio 200% na vacina e quem não quer vacinar é burro", diz Kalil

Durante o encontro,  Ângela afirmou que tem “esperança” de trazer as alunos da educação infantil para as salas de aula no dia 1º de março, e que a secretaria vai utilizar as próximas semanas para planejar esse retorno.

—  Nesse mês de fevereiro nós estaremos cuidando para que as escolas estejam preparadas para receber os estudantes, caso tenhamos vacinação para os mais velhos também, para os avós dessas crianças.

Ensino em BH

As aulas da rede municipal de ensino foram suspensas em março de 2020, sendo essa uma das primeiras medidas de combate à covid-19 anunciadas na capital mineira. Desde então, apenas os estudantes do 5º, 6º e 9º anos do ensino fundamental e concluintes do EJA (Educação de Jovens e Adultos) adotaram o ensino remoto.

Nesta segunda-feira (1º), teve início o ano letivo de 2021, desta vez com aulas à distância para todos os estudantes, que vão cumprir uma carga de 1.600 horas, referentes aos anos de 2020 e 2021. O calendário escolar vai até o dia 23 de dezembro e prevê 10 feriados.

*Estagiário do R7 sob a supervisão de Flavia Martins y Miguel

Últimas