Projeto leva estante de livros ao metrô de Belo Horizonte

Usuários poderão pegar livros para ler durante as viagens ou levar para casa

Projeto leva estante de livros ao metrô de Belo Horizonte

Estante de livros ficará na Estação São Gabriel

Estante de livros ficará na Estação São Gabriel

Rota Livros/Divulgação

A partir desta segunda-feira (10), os usuários do metrô de Belo Horizonte poderão escolher livros para ler durante a viagem ou até mesmo para levar para a casa. A iniciativa faz parte do projeto Rota Livros, do Rotaract Club Pampulha, e vai instalar uma estante de livros na estação São Gabriel, na região noroeste de Belo Horizonte.

Segundo o diretor de Projetos Humanitários da entidade, Tulho Melo, esta será a primeira estante, mas a expectativa é de que o projeto seja ampliado para outras estações de metrô da capital mineira e a ideia é que os usuários peguem exemplares que sejam de seu interesse.

— É um conceito oposto ao de biblioteca porque o projeto é completamente aberto. Então, não haverá qualquer tipo de controle de quem pega os livros e as pessoas não terão que devolver.

Leia mais notícias no R7 MG

Entretanto, o grupo espera que, após conhecer a iniciativa, as pessoas também passem a doar livros para a estante do Rota Livros. Mas, ainda que isto não aconteça, o Rotaract Club irá repor semanalmente os exemplares para que não corra o risco de a estante ficar completamente vazia. 

Ainda segundo Tulho, o objetivo do projeto é incentivar a leitura entre os passageiros.

— Trabalhamos com a ideia de que o usuário do metrô é uma pessoa que sempre retorna, ou seja, usa o transporte frequentemente. Então, ele tendo acesso aos livros pode lê-los durante o trajeto mesmo para o trabalho ou para a escola de segunda à sexta-feira.

Todos os livros que estarão expostos na estante da estação São Gabriel são de literatura e fruto de doação e, conforme Tulho Melo, a entidade possui um acervo para a instalação de outras duas ou três estantes. O projeto está sendo realizado em parceria com a CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos).

Em Montes Claros, no norte de Minas, um catador de lixo transforma livros achados no lixo em fonte de conhecimento para estudantes.

    Access log