Quatro prefeituras confirmam mortes por covid-19 em Minas

Araxá, Uberlândia, Poços de Caldas e Contagem confirmaram óbitos, que não foram registradas no balanço divulgado pela Secretaria de Saúde

Máscaras caseiras só ajudam os outros

Máscaras caseiras só ajudam os outros

Reprodução/Pixabay

As prefeituras de Contagem, Araxá, Uberlândia e Poços de Caldas confirmaram novas mortes por coronavírus. A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais elevou para 54 o número de óbitos no território mineiro nesta sexta-feira (24). 

No entanto, os registros dos municípios ainda não constam no boletim oficial do Governo de Minas. 

A prefeitura de Araxá, a 370 km de Belo Horizonte, confirmou nesta segunda-feira (20) a primeira morte causada em decorrência da covid-19 na cidade. De acordo com o Executivo municipal, a vítima é uma idosa de 89 anos que morreu no último domingo (19). Ainda segundo a prefeitura, a  paciente  possuía comorbidade e estava internada na UTI (Unidade de Terapia Intensia) da Santa Casa.

Em Uberlândia, a 543 km de Belo Horizonte, a prefeitura confirmou a sétima morte pela doença, embora não tenha divulgado idade ou sexo do paciente. 

A Prefeitura de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, confirmou a segunda morte, 24 horas após a confirmação da primeira vítima. A idade e o sexo do paciente não foram revelados.

Impasse

A Prefeitura de Poços de Caldas, a cerca de 460 km da capital mineira, confirmou nesta quinta-feira (23) a segunda morte pelo novo coronavírus na cidade.

O Executivo municipal informou que a vítima é um idoso de 75 anos que morreu nesta quinta-feira (23). Ainda segundo a prefeitura, o  paciente apresentou os sintomas da doença após retornar de uma viagem internacional.

A cidade ainda investiga um óbito que pode ser a terceira vítima da doença na cidade. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde,  o paciente é um outro idoso, de 74 anos, que retornou de um cruzeiro internacional.

Ainda segundo a pasta, há uma divergência com o Governo de Minas com relação a esse caso. Isso porque o teste realizado em Poços de Caldas deu positivo, mas o exame realizado pela Funed (Fundação Ezequiel Dias) testou negativo.O caso foi notificado para a Secretaria Estadual e segue em investigação.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Lucas Pavanelli