Novo Coronavírus

Minas Gerais 'Querem transferir o problema', diz PBH sobre Hospital de Campanha

'Querem transferir o problema', diz PBH sobre Hospital de Campanha

Prefeitura de BH disse que Estado deveria assumir o protagonismo e usar espaço do Hospital de Campanha para acolher moradores de outras cidades

  • Minas Gerais | Célio Ribeiro*, do R7, e Lucas Pavanelli, do R7

Hospital de Campanha de MG será desmobilizado

Hospital de Campanha de MG será desmobilizado

Reprodução / Gil Leonardi / Imprensa MG

A Prefeitura de Belo Horizonte afirmou que o Governo de Minas Gerais quer "transferir o problema" do Hospital de Campanha para o Município. O comentário faz referência à fala do Secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, durante a coletiva desta segunda-feira (17).

De acordo com Amaral, Minas Gerais havia oferecido a estrutura do Hospital de Campanha para a Prefeitura de BH abrigar moradores de aglomerados com a covid-19. De acordo com o Secretário de Saúde, o Executivo recusou a proposta.

Abrigamento

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da assessoria, afirmou que "o Hospital de Campanha nunca foi utilizado, desde que foi montado". De acordo com o Executivo, o Estado pretende transferir uma responsabilidade que deveria ser de Minas Gerais.

Veja: Hospital de campanha é aberto em BH, mas ainda está sem pacientes

— O Governo poderia assumir o protagonismo de abrigamento de pessoas em situação de vulnerabilidade de outras cidades que não contam com a estrutura de Belo Horizonte.

No dia 10 de agosto, o Governo do Estado destinou R$ 2,9 milhões para que os municípios façam o acolhimento e isolamento de moradores de aglomerados, vilas e favelas com sintomas da covid-19. Belo Horizonte, Contagem e Juiz de Fora são as cidades que receberão mais recursos. Essa possibilidade já era estudada pela capital mineira.

*Estagiário do R7 sob a supervisão de Flavia Martins y Miguel

Últimas