Minas Gerais Quinze servidores do Detran-MG são presos suspeitos de corrupção

Quinze servidores do Detran-MG são presos suspeitos de corrupção

Operação da Corregedoria da Polícia Civil aconteceu em Belo Horizonte, Contagem, Vespasiano, Santa Luzia, Igarapé e Guaxupé

  • Minas Gerais | Do R7

Uma operação da Corregedoria-Geral da Polícia Civil de Minas Gerais prendeu, nesta sexta-feira (12), 15 pessoas suspeitas de corrupção, falsidade ideológica e organização criminosa dentro do Detran-MG (Departamento Estadual de Trânsito). Dentre elas, nove são policiais e servidores administrativos da instituição.

Também foram cumpridos 58 mandados de busca

Também foram cumpridos 58 mandados de busca

Divulgação / PCMG

A ação aconteceu em Belo Horizonte, Contagem, Vespasiano, Santa Luzia, Igarapé e Guaxupé, no Sul de Minas. Também foram cumpridos 58 mandados de busca e apreensão.

“Os crimes que estão em investigação são corrupção ativa, corrupção passiva, falsidade ideológica, ocultação de valores e organização criminosa, sem prejuízo da tipificação de novas condutas no decorrer da investigação”, detalhou a corregedora-geral, delegada Ana Paula da Silva y Fernandez, sobre os crimes.

Segundo o Governo de Minas, o Executivo Estadual e a direção da Polícia Civil deram apoio à operação batizada de "Seca Fonte". Em Minas Gerais, o Detran é ligado à unidade policial.  “Estamos dando apoio total e irrestrito à Corregedoria para que as investigações ocorram da melhor forma e mais proveitosa possível”, disse o diretor-geral do Detran, Eurico da Cunha Neto

De acordo com a Corregedoria, a investigação, que corre em sigilo de Justiça, teve início em março de 2019, após áudios indicarem que veículos com impedimento estariam sendo liberados ilegalmente por meio de um esquema de propina. Na época, o caso motivou a exoneração do delegado Cláudio Utsch, da COP (Coordenação de Operações Policiais).

Últimas