Recém-nascido é colocado a venda em site por anunciante de Contagem (MG)

Caso foi denunciado por um casal que fazia compras na plataforma e viu o anúncio

Fotos do bebê foram publicadas no site de compra e vendas
Fotos do bebê foram publicadas no site de compra e vendas Record Minas

Um bebê de dez dias de vida foi colocado à venda em um anúncio publicado no site de comércio eletrônico OLX. O anunciante seria de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, e foi descoberto na noite de segunda-feira (28) por um casal que fazia buscas na plataforma.

Segundo a mulher, que não quis se identificar, ela estaria procurando produtos infantis juntamente com o marido quando viu o anúncio na internet.

— Eu estava vendo outras coisas de crianças também e aí, de repente, eu vi o anúncio: "Bebê Lindo". Eu ainda achei que fosse um bebê conforto, alguma coisa assim, e fui olhar. Aí, na hora que eu vi a descrição do anúncio falava que era uma criança saudável, de dez dias. Eu fiquei horrorizada.

Leia mais notícias de Minas Gerais no Portal R7

Experimente grátis: todos os programas da Record na íntegra no R7 Play

O anúncio foi feito às 17h30 de segunda-feira (28) e retirado do ar na manhã desta terça-feira. O autor da publicação seria um homem que, até o momento, ainda não foi identificado. Além de informações sobre a criança, ele também teria postado cinco fotos do recém-nascido e escreveu que quem comprasse o bebê estaria fazendo um "ótimo investimento".

— A gente já começa a imaginar: será que a criança que está sendo vendida é da pessoa que está vendendo ou é uma criança roubada? Eu fico imaginando que pode ser qualquer criança. Poderia ser meu filho. Isso não existe, vender criança é um absurdo.

No anúncio havia um contato de telefone do vendedor e o preço a ser cobrado pelo recém-nascido seria negociado diretamente com o comprador. O casal não entrou em contato com o anunciante, mas tentou denunciar o caso à PM (Polícia Militar), Polícia Civil e também por meio do Disque-Denúncia.

— Ligamos no 190, e nos mandaram ligar para a Polícia Civil. Ligamos na Polícia Civil e eles mandaram a gente ligar no 181, que lá não precisava se identificar. Ligamos lá e eles falaram que nós tínhamos que nos deslocar até uma delegacia de crimes virtuais para mostrar e fazer a denúncia para eles tomarem alguma providência. Eu fiquei muito decepcionado porque a criança poderia ser vendida e tudo ficar por isso mesmo.

Após a dificuldade, o casal procurou a TV Record para denunciar o caso. Apesar do susto, eles afirmam esperar que o anúncio da criança seja falso.

— De verdade? Eu torço para que seja uma pegadinha porque é muito desumano isso. É muito absurdo.

A Polícia Civil informou que o caso já está sendo investigado pela delegacia de Contagem, mas o órgão não irá divulgar detalhes. Já a OLX lamentou o ocorrido e informou que "assim que identificou o anúncio indevido o removeu imediatamente de sua plataforma". A empresa também informou que está "à disposição das autoridades para colaborar no que for necessário e informa que disponibiliza um botão de denúncia em todos os anúncios".