Novo Coronavírus

Minas Gerais Região Leste retrocede e volta para onda amarela do Minas Consciente

Região Leste retrocede e volta para onda amarela do Minas Consciente

Ao mesmo tempo, as cidades da macrorregião Triângulo Sul vão poder avançar para a onda verde e liberar abertura de parques e escolas

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Estado tem quatro regiões na onda verde

Estado tem quatro regiões na onda verde

Reprodução / SES-MG

A partir deste sábado (10) as cidades mineiras da macrorregião Leste que fazem parte do Minas Consciente não poderão mais autorizar a realização de eventos e nem mesmo de aulas presenciais para crianças e adolescentes.

A mudança acontece porque a região retrocedeu na fase do programa de flexibilização, voltando da onda verde para a onda amarela.

Douglas Cabido, subsecretário de desenvolvimento regional, avaliou, durante coletiva nesta quinta-feira (8), que a alteração faz parte da estrutura do plano de reabertura, que prevê fechamento das cidades quando os números da pandemia começam a sair do controle.

— Contamos com a colaboração de todos da macrorregião Leste, especialmente por ser uma região que não tem divisão por microrregiões. São 57 cidades, todas que fazem parte do Minas Conscinete.

Enquanto as cidades da região Leste terão que frear a abertura do comércio, os municípios que integram o Triângulo Sul vão avançar da onda amarela para verde, se juntando às macrorregiões Norte, Jequitinhonha e Centro-Sul. Outras 18 microrregiões que estão oficialmente na fase amarela têm a opção de avançar para a verde.

Segundo Cabido 657 das 853 cidades mineiras aderiram ao Minas Consciente até o momento. A lista de atividades liberadas em cada município está disponível no site do programa, que pode ser acessado neste link.

Alterações

A partir deste sábado, algumas das regras de distanciamento definidas pelo Governo Estadual também vão sofrer alterações.

Nas cidades onde for permitida a realização reuniões em grupo, o limite de participantes deixa de ser de 30 pessoas para ser de uma pessoa a cada quatro metros quadrados, em locais abertos, ou de uma pessoa a cada 10 metros quadrados para espaços fechados.

Segundo o governo, a mudança não vale para eventos como shows e jogos esportivos, que dependem de autorização municipal para acontecer.

Última coletiva

O pronunciamento realizado nesta tarde marca o fim das coletivas da Secrearia de Estado de Saúde para atualizar dados da pandemia de covid-19. As apresentações diárias aconteceram desde o mês de março.

Segundo a pasta, os pronunciamentos diários vão ser suspensos devido ao início do horário eleitoral gratuito na TV e no rádio, a partir desta sexta-feira (9).

Últimas