Minas Gerais Roberto Jefferson defende milícias para atacar guardas em Minas

Roberto Jefferson defende milícias para atacar guardas em Minas

Ex-deputado disse durante live com vereador de Juiz de Fora que grupos deveriam "dar um pau" nos agentes da cidade

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Fala foi feita durante live com vereador

Fala foi feita durante live com vereador

Valter Campanato/Agência Brasil

O ex-deputado e presidente do PTB, Roberto Jefferson, defendeu a criação de milícias para atacar a Guarda Municipal de Juiz de Fora, a 280 km de Belo Horizonte.

A afirmação foi feita durante uma live com o vereador Sargento Mello Casal, eleito pelo PTB na cidade.

“Está precisando montar umas milícias em Juiz de Fora e dar um pau na Guarda Municipal. Um pau para quebrar, virar os carros e meter fogo", falou o político.

Em seguida, o ex-deputado sugere como deveria acontecer o ataque: "Monta uma cena para eles chegarem. Aí quando [a Guarda] chegar, fecha a rua com pneu, bota fogo, deixa assim, duas viaturas, oito homens, isola os caras. Dá um pau neles de cacete, bate no joelho, no cotovelo, no ombro. Para quebrar a articulação. Bate para quebrar. E eles não vão voltar mais”, completa.

Durante a conversa, o vereador Sargento Mello Casal tenta mudar o tom da conversa e diz: “por incrível que pareça, aqui em Juiz de Fora a Guarda e a PM estão tranquilas”, mas Jefferson continua com as críticas.

A live acontece em uma rede social na última sexta-feira (26). Nesta segunda-feira (29), membros da Guarda Municipal fizeram um protesto em frente à Câmara Municipal contra as falas do ex-deputado. O grupo promete acionar o MPMG (Ministério Público de Minas Gerais) contra as declarações.

A reportagem tenta contato com a Roberto Jefferson e com a Prefeitura de Juiz de Fora.

Últimas