Minas Gerais Rodovias e aeroportos de MG vão para plano nacional de privatização

Rodovias e aeroportos de MG vão para plano nacional de privatização

Aeródromos de Montes Claros e Uberlândia e trechos de duas estradas podem ser entregues à iniciativa privada em breve

  • Minas Gerais | Enzo Menezes, da Record TV Minas, com Célio Ribeiro*, do R7

Rodovias podem ser entregues à iniciativa privada

Rodovias podem ser entregues à iniciativa privada

Reprodução / Pixabay

O Governo Federal incluiu aeroportos e rodovias de Minas Gerais no Plano Nacional de Desestatização. O decreto, assinado pelo Presidente Jair Bolsonaro (sem partido), foi publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira (23).

Na lista, que traz diversos empreendimentos de várias partes do Brasil, aparecem dois aeroportos do Estado: o Aeroporto Tenente Coronel Aviador César Bombonato, em Uberlândia, e o Aeroporto Mário Ribeiro, localizado na cidade de Montes Claros.

No documento também estão presentes dois trechos de rodovias mineiras. São eles:

- Trecho de 409,6 km da BR-116, entre Governador Valadares e Além Paraíba;
- Trecho de 25,6 km da BR-040, na cidade de Juiz de Fora;

Veja: "Não faz sentido consultar o povo", diz Zema sobre privatização

A publicação do decreto é o primeiro passo para que esses empreendimentos sejam entregues para a iniciativa privada. Agora, os órgãos responsáveis, como o Ministério da Infraestrutura e a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) devem realizar os procedimentos necessários para a privatização dos espaços.

No fim de dezembro, sete parques estaduais foram incluídos em um plano de concessão federal, o Programa de Estruturação de Concessões de Parques Estaduais, coordenado pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). A expectativa do Governo de Minas é que os parques estejam sendo administrados pela iniciativa privada até o fim de 2022.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Pablo Nascimento

Últimas