Minas Gerais Secretário pede demissão após licitação para compra de cloroquina

Secretário pede demissão após licitação para compra de cloroquina

Demissão em Nova Lima (MG) ocorre após tentativa de compra de medicamentos sem eficácia comprovada contra a covid-19

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

O prefeito de Nova Lima, João Marcelo Dieguez anunciou a demissão em suas redes sociais

O prefeito de Nova Lima, João Marcelo Dieguez anunciou a demissão em suas redes sociais

Reprodução/redes sociais

O secretário municipal de saúde de Nova Lima, Rafael Guerra, pediu demissão do cargo neste domingo (25). O pedido foi feito após reunião com o prefeito da cidade da Grande BH, João Marcelo Dieguez (Cidadania). 

A saída ocorre três dias depois que a Prefeitura de Nova Lima abrir um pregão para a compra de medicamentos, sem eficácia comprovada, para tratamento da covid-19. A licitação para compra de 60 mil comprimidos de hidroxicloroquina, 100 mil de ivermectina e 20 mil de azitromicina causou polêmica no município.

Em um comunicado divulgado nas redes sociais, Dieguez comunicou a saída do chefe da pasta e disse que "o convite para a participação no governo veio em decorrência do respeito e admiração pela carreira do médico e pela certeza da contribuição do profissional frente à Secretaria".

- Agradeço o empenho em nosso governo, onde o bem-estar de todas e todos sempre foi a prioridade.

Ainda de acordo com o prefeito, o vice-prefeito Diogo Ribeiro vai assumir, interinamente, a secretaria de saúde. Ele tem 41 anos, é dentista e dono de uma clínica odontológica na cidade. 

Confira a nota da Prefeitura de Nova Lima, na íntegra:

A Prefeitura de Nova Lima informa que, na tarde de domingo (24/01), o secretário municipal de Saúde, Dr. Rafael Guerra, entregou o cargo ao prefeito João Marcelo Dieguez. O vice-prefeito, Digo Ribeiro, assume interinamente a função. A gestão municipal agradece a colaboração do ex-secretário e deseja sucesso em seus próximos projetos. Com relação à compra de medicamentos, a prefeitura informa que o processo licitatório será cancelado nesta segunda-feira (25/01). O governo municipal reitera que segue aberto ao diálogo e debate construtivo, atento ao posicionamento de outros setores da sociedade e firme no propósito de controlar o avanço da Covid-19 em Nova Lima, investindo nas várias frentes de combate à doença.

Últimas