Minas Gerais Sem água, mulher leva panelas sujas a empresa de abastecimento

Sem água, mulher leva panelas sujas a empresa de abastecimento

Moradora de Santa Bárbara protestou contra falta de água na cidade ao levar os itens para lavar em uma agência da Copasa

  • Minas Gerais | Akemí Duarte, da RecordTV Minas

Uma moradora da cidade de Santa Bárbara, a 109 quilômetros de Belo Horizonte, fez um protesto inusitado depois de passar quatro dias sem água em casa. A auxiliar de serviços gerais Liliane Aparecida da Silva levou as panelas que estavam sujas na pia de casa até uma agência da Copasa (Companhia de Abastecimento e Saneamento de Minas Gerais), a empresa responsável pelo abastecimento de água da cidade. 

Em um relato gravado em vídeo, e que circulou nas redes sociais, Liliane conta que está sem água até para o básico: tomar banho e cozinhar. 

— Não tem nem uma gota de água. Estou grávida, e estou de favor na casa da minha avó, porque não consigo tomar banho, não consigo me alimentar, nem lavar um talher...  

Moradora ficou sem água

Moradora ficou sem água

Reprodução/Redes sociais

Liliane diz que levar as panelas até uma agência da Copasa foi a forma que ela encontrou para chamar a atenção dos gestores depois de ficar quatro dias sem água. Em outro vídeo, gravado dentro da agência, ela disse: 

— Eu trouxe as minhas vasilhas para saber onde é que arrumo água para poder arrumar a minha casa. 

O protesto deu certo: de acordo com Liliane, a Copasa enviou um caminhão-pipa até sua casa para encher a caixa-d'água. Mas isso não resolveu totalmente o problema, já que seus vizinhos continuam sem o serviço de abastecimento. 

— Tem uma amiga que é enfermeira. Na quarta, ela não pôde ir trabalhar, porque não tinha uma gota na caixa-d'água dela. Inclusive, depois que eu levei minhas panelas à Copasa, ela ligou para a empresa e perguntou se teria que fazer um barraco lá para o caminhão encher a caixa-d'água dela.

É o caso de Maria do Rosário, que é dona de um bar e não consegue manter o comércio aberto por causa da falta de água. Ela já ficou cinco dias sem poder trabalhar, e depende do bar para pagar as contas.

— Uma falta de respeito com o consumidor. Muitas vezes a Copasa nem avisa. Eu cheguei a fazer um abaixo-assinado com meus clientes. 

Últimas