Novo Coronavírus

Minas Gerais Sexta maior cidade, BH é a 30ª em mortos por Covid-19, diz prefeito

Sexta maior cidade, BH é a 30ª em mortos por Covid-19, diz prefeito

Alexandre Kalil (PSD) disse que cidade mantém isolamento social, que já dura um mês, mas que deve ser a primeira capital a flexibilizar o comércio

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7, com Helen Oliveira, da RecordTV Minas

Kalil deu entrevista coletiva nesta segunda

Kalil deu entrevista coletiva nesta segunda

Reprodução/RecordTV Minas

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD) disse nesta segunda-feira (20), que a política de isolamento social continua na capital mineira e que a cidade será a primeira capital do Brasil a permitir a reabertura de comércios e serviços. 

Em entrevista coletiva, Kalil justificou a fala dizendo que, apesar de ser a sexta maior cidade do país, Belo Horizonte é a 30ª em número de mortes. 

— Pelo andar da carruagem e pelo respeito da população belo-horizontina com o isolamento horizontal, como fomos a primeira capital do Brasil, em 17 de março, a copiar o que o mundo todo fez, com agilidade e rapidez, temos a grande possibilidade de ser a primeira cidade a ser flexibilzada. Ninguém quer uma cidade fechada.

BH obriga máscara, limita pessoas no comércio e idosos nos ônibus

Kalil disse, ainda, que não há data para a reabertura do comércio de Belo Horizonte e que, antes de flexibilizar o isolamento social vai convidar representantes do comércio para conversar com a equipe técnica de combate à pandemia para encontrarem a melhor maneira de suspender o isolamento.

— A mesma ciência que prevalece para a entrada será usada na saída da pandemia. Não é feito de qualquer maneira, é feito com responsabilidade, matemática, probabilidade estatística e, principalmente, com ciência. 

Distribuição de máscaras

Segundo o prefeito de Belo Horizonte, o Executivo municipal irá distribuir 2 milhões de máscaras sanitárias à população de baixa renda da capital mineira. A partir desta quarta-feira (22), os moradores de BH serão obrigados a utilizar máscaras. 

Kalil disse, ainda, que pediu à equipe de segurança pública da prefeitura para elaborar um plano para discutir a punição para quem não cumprir as medidas de prevenção e isolamento social em Belo Horizonte. 

Últimas