Suspeito de estuprar menina de 10 anos é morto na Grande BH

Pedreiro teria usado dinheiro para atrair a criança até ele

Pedreiro foi assassinado na porta de casa
Pedreiro foi assassinado na porta de casa Reprodução / RecordTV Minas

Um pedreiro, de 56 anos, suspeito de estuprar uma menina, de 10 anos, foi assassinado, a tiros, na porta da casa onde ele morava, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com a polícia, a suspeita é de que Juarez Varanda tenha sido morto por vingança pelos abusos contra a menor.

Um parente da criança, que não quis ser identificado, relatou que a família desconfiou dos abusos após uma mudança de comportamento da menina. Após sucessivas sessões de choro e sem falar o que acontecia, ela foi levada a uma delegacia, onde relatou ter sido vítima de estupro, ao menos, cinco vezes.

Leia mais notícias no Portal R7

De acordo com o parente, o suspeito chegou a dar a menina R$ 200 por alguns serviços feitos e, assim, atraiu a menor para uma casa vizinha. Durante os abusos, ele teria sido violento com ela e ameaçado matar os familiares caso ela contasse o que acontecia.

— Ele arrancava a roupa dela, colocava fita isolante na boca, segurava no pescoço para ela não gritar e ficar com medo.

A criança foi encaminhada para o IML (Instituto Médico Legal). O exame de corpo de delito confirmou os abusos. A notícia se espalhou rapidamente pelo bairro e a suspeita é que criminosos da região tenham matado Varanda por vingança.

Os assassinos passaram em um carro e fizeram os disparos. O homem chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. A família da garota não sabe quem pode ter se incomodado com a suspeita de estupro e matado o pedreiro. O inquérito foi instaurado para investigar o estupro de vulnerável. O homicídio também é investigado pela Polícia Civil.

Veja mais: