Minas Gerais Suspeitos de roubarem carro de aplicativo são detidos em posto 

Suspeitos de roubarem carro de aplicativo são detidos em posto 

Homens fingiram ser passageiros regulares e utilizaram uma réplica de arma para realizarem o assalto em Contagem (MG)

  • Minas Gerais | Virgínia Nalon, da Record TV Minas

A Polícia Militar (PM) prendeu três suspeitos de furtarem o carro de um motorista de aplicativo na noite desta quarta-feira (10), em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. Os bandidos fingiram ser passageiros e usaram uma réplica de arma para realizar o assalto.

Motorista não desconfiou da dupla

Motorista não desconfiou da dupla

Reprodução/Record TV Minas

A vítima estava trabalhando há 12 horas quando foi atender a uma outra corrida. Dois dos três homens envolvidos no crime embarcaram no veículo. Segundo o motorista, os suspeitos estavam bem vestidos e agiram normalmente.

Ao chegarem próximos do destino final, os passageiros anunciaram o assalto, apontando a arma para o motorista. Um dos homens assumiu a direção e percorreu cerca 700 metros antes de pedir para a vítima sair do carro.

Logo após o o roubo, o motorista acionou a polícia e informou que a gasolina do carro estava na reserva. A PM e encontrou os dois suspeitos abastecendo o veículo em um posto de combustível e prendeu os homens. 

No carro roubado, estavam pai e filho. O mais velho foi reconhecido na mesma hora como autor do roubo, mas negou o crime. O outro detido, ainda com o uniforme de trabalho, disse que queria fazer um favor levando o veículo para abastecer.

Segundo a PM, o filho não estava na cena do crime e o outro suspeito, de 20 anos, que teria participado da ação foi encontrado em casa. O jovem também nega o roubo.

Histórico

Os homens encontrados com o veículo também são suspeitos de cometer outros assaltos à motoristas de aplicativo na região de Contagem.  Após ser assaltado pela terceira vez, o motorista reclama da falta de apoio das plataformas e das leis, mas agradece a ajuda da polícia. 

— Essas leis precisam ser mudadas com urgência. Não adianta vir o policial e prender, o juíz tentar prender, mas infelizmente as leis soltarem. As plataformas também não ajudam, não dão segurança em nada. Nós confiamos apenas no 190, com os guerreiros que levantam todos os dias para nos defenderem.

A PM diz que não tem medido esforços pra combater este tipo de crime e que vem aumentando as abordagens em carros de aplicativos. 

Últimas