Taxa de ocupação de leitos de UTI em BH continua subindo e vai a 87%

Neste mês, foram abertos 81 leitos de terapia intensiva na capital mineira e, hoje, das 301 vagas, 365 já estão ocupadas; na enfermaria, taxa é de 68%

Ocupação dos leitos em BH vai a 87%

Ocupação dos leitos em BH vai a 87%

Marcelo Casal JR/ ABr

A taxa de ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em Belo Horizonte, bateu a marca de 87% pela primeira vez, nesta segunda-feira (29). Isso significa que, dos 301 leitos disponíveis para pacientes com covid-19 na capital mineira, 265 estão ocupados. 

Se levarmos em consideração toda a estrutura da rede público municipal, que são 990 leitos, ao todo, 88% deles estão ocupados e apenas 12% estão liberados. 

Belo Horizonte já registrou 5.510 casos e 129 mortes por covid-19. 

No caso dos leitos de enfermaria, a taxa de ocupação é menor. Do total de 798 leitos específicos para pacientes infectados pelo novo coronavírus, 71% estão ocupados, de acordo com a prefeitura. Ao todo, a rede municipal conta com pouco mais de 4.500 leitos clínicos, dos quais 69% estão ocupados.   

Belo Horizonte recuou no processo de retomada gradual da economia e decidiu voltar à fase 0 a partir desta segunda-feira (29). Conforme a Prefeitura de BH, apenas estabelecimentos considerados essenciais podem ficar abertos, como supermercados, postos de combustíveis, farmácia, açougue, dentre outros. 

Abertura de leitos

A Prefeitura de Belo Horizonte informou que está verificando junto aos hospitais 100% SUS a possibilidade de abrir novos leitos. No último mês foram disponibilizados 81 leitos de UTI (que passaram de 220 para 301) e 151 de enfermaria (que passaram de 647 para 798) no mesmo período.