tragédia brumadinho

Minas Gerais Tio de vítima de barragem da Vale deve ser indenizado em R$ 250 mil 

Tio de vítima de barragem da Vale deve ser indenizado em R$ 250 mil 

Homem alegou à Justiça que tinha fortes laços afetivos com o sobrinho e que entrou em depressão após a morte da vítima na tragédia de Brumadinho

Tragédia deixou ao menos 259 mortos em Minas

Tragédia deixou ao menos 259 mortos em Minas

Reprodução Twitter

A Justiça determinou que a mineradora Vale deverá indenizar em R$ 250 mil um tio que perdeu o sobrinho na tragédia da mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, em janeiro de 2019.

A decisão é do juiz Osmar Rodrigues Brandão, que julgou o caso na 5ª Vara do Trabalho de Betim.

No processo, o tio alegou à Justiça que mantinha "fortes laços afetivos" com a vítima e que era muito presente em sua vida. O homem ainda disse que o sobrinho, quando criança, morou por um tempo na mesma casa que o tio e que, depois de alguns anos, teria se mudado para uma residência próxima a do homem.

Leia maisCâmara vai acompanhar acordo entre Vale e Governo de Minas

Fotos mostradas pelo tio ao juiz comprovaram os laços de afinidade. O homem ainda disse que a morte do sobrinho, que prestava serviços para uma empresa terceirizada da Vale, causou um grande impacto em sua vida, além de ter entrado em depressão por sentimento de culpa. Segundo ele, "se tivesse mudado o sobrinho de emprego, ele não teria sido vítima da tragédia".

Defesa 

Durante o processo, a mineradora Vale e a empresa terceirizada, que empregava a vítima, não negaram o ocorrido. Mas, em sua defesa, a mineradora disse que não deveria haver indenização ao tio, devido ao grau de parentesco entre os homens. 

Decisão

Em sua decisão, o juiz Osmar Rodrigues Brandão responsabilizou a Vale alegando que a empresa "assumiu sua responsabilidade jurídica pelo acidente e também não negou sua culpa". 

Com isso, ficou definido uma indenização por danos morais no valor de R$ 250 mil ao tio da vítima devido a "gravidade da culpa da mineradora e o caráter reparador-pedagógico/punitivo da indenização". 

Outro Lado

A reportagem do R7 entrou em contato com a mineradora Vale, que ressaltou que é "sensível à situação da família e dará encaminhamento ao caso, respeitando a privacidade dos envolvidos".

Tragédia Brumadinho

O rompimento da barragem da mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, no dia 25 de janeiro de 2019, deixou ao menos 259 pessoas mortas e 11 ainda seguem desaparecidas. 

O Corpo de Bombeiros continua nas buscas dos desaparecidos quase dois anos após a tragédia. 

*Estagiário do R7 sob supervisão de Pablo Nascimento 

Últimas