Minas Gerais Trabalhadores anunciam fim da greve no metrô da Grande BH

Trabalhadores anunciam fim da greve no metrô da Grande BH

Serviço voltará à escala normal neste domingo (9); nova paralisação será avaliada no próximo dia 17, diz sindicato

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Greve foi iniciada no dia 23 de dezembro

Greve foi iniciada no dia 23 de dezembro

Kiuane Rodrigues/Record TV Minas

Os trabalhadores do metrô da Grande BH decidiram, nesta sexta-feira (7), a suspender a greve iniciada no último dia 23 de dezembro.

A decisão foi apresentada durante assembleia da categoria, realizada em Belo Horizonte, nesta tarde. De acordo com Romeu Machado, presidente do Sindimetro (Sindicato dos Metroviários de Minas Gerais), os trens vão voltar à escala normal a partir deste domingo (9). Até lá, o serviço segue apenas nos horários de pico, das 5h30 às 10h e das 16h30 às 20h.

"Agora estamos no período de recesso do Judiciário e do Congresso Nacional. Então, perdemos articulação e rapidez na resposta que precisamos ao manter a greve neste período", explicou Machado sobre o motivo de suspender o movimento.

Ainda de acordo com o presidente do Sindicato, a CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos) também sinalizou que não vai descontar do salário dos funcionários o período de greve realizado até o momento. Isto contribuiu para a decisão da suspensão.

Machado adianta, no entanto, que os trabalhadores vão voltar a se reunir no próximo dia 17 de janeiro para avaliar o futuro do movimento. O sindicato espera receber, até a data, uma proposta em relação às demandas da categoria sobre a privatização da empresa.

Os trabalhadores questionam a determinação que transfere empregados da Superintendência de Belo Horizonte para outra subsidiária ainda não criada. Segundo eles, a medida impede a movimentação dos trabalhadores entre as unidades, o que é previsto no acordo coletivo. Eles também pedem mais diálogo em relação às definições sobre a privatização.

"É importante frisar que todas as demandas relativas à resolução CPPI Nº 206, de 13 de dezembro de 2021, que aprova a modalidade operacional e as condições para a desestatização da Companhia Brasileira de Trens Urbanos - CBTU em Minas Gerais, são conduzidas pelo Ministério da Economia e do Desenvolvimento Regional, e a Superintendência de Belo Horizonte não tem qualquer ingerência sobre esse processo", comentou a CBTU sobre as demandas da categoria.

Entenda a greve:

Últimas