UFMG confirma aulas remotas na graduação a partir de 3 de agosto

Calendário emergencial prevê que o ano letivo de 2020 deve ser concluído em março de 2021 devido à pandemia; confira as novas datas das atividades

Alunos da graduação estavam sem aulas desde março

Alunos da graduação estavam sem aulas desde março

Divulgação/UFMG/Lucas Braga

A UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) confirmou o retorno das aulas da graduação para o próximo dia três de agosto. As atividades, que vão acontecer de forma remota, dão continuidade ao calendário do primeiro semestre de 2020, suspenso desde março devido à pandemia de covid-19.

A nova agenda aprovada pela universidade indica que o segundo semestre letivo de 2020 começará ainda em novembro deste ano e será concluído em março de 2021. As aulas dos alunos da pós-graduação retornaram no início de julho.

Em conversa com o R7, a reitora Sandra Goulart, avaliou que o atraso no calendário não afetará o ensino. A representante máxima de uma das maiores universidades do país lembrou, ainda, que a instituição já passou por situação parecida com a greve de servidores em 2012 e que foi possível colocar o ritmo das aulas em dia.

— Nossa palavra-chave no momento é flexibilidade. Vamos centralizar todas atenção aos estudantes, observando as necessidades de cada um para fazer as adaptações necessárias.

Ainda segundo a reitora, os vestibulandos que já foram aprovados para ingresso no segundo semestre não precisam se preocupar pois a entrada deles vai acontecer normalmente.

— Agora é só aguardarem no momento certo, quando formos iniciar o segundo semestre letivo, a universidade fará contato com eles.

Veja o novo calendário 2020 da UFMG:

    • 1º semestre

      - Período de aulas: de três de agosto a sete de novembro
     -  Recesso: oito a 29 de novembro
     
    • 2º semestre

      - Período de aulas: 30 de novembro de 2020 a 31 de março de 2021
      - Recesso de fim de ano: 20 de dezembro de 2020 a três de janeiro de 2021

Inclusão

Sandra Goulart destaca que outra preocupação de sua equipe é garantir acessibilidade de todos os alunos no retorno às aulas. Para isto, a universidade preparou editais de apoio para fornecer computadores a estudantes que não têm os equipamentos.

Outra iniciativa realizada é uma campanha que arrecada doações para os estudantes. O projeto recolhe computadores e dinheiro para que os universitários possam comprar os equipamentos necessários ou pagar planos de internet.