Coronavírus

Minas Gerais UFMG recruta gatos e cães de estimação para estudo sobre covid

UFMG recruta gatos e cães de estimação para estudo sobre covid

Pesquisa realizada em Belo Horizonte e em outras quatro capitais brasileiras vai indicar se há transmissão do coronavírus entre animais e humanos

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Tutores precisam ter sido diagnosticados com covid-19

Tutores precisam ter sido diagnosticados com covid-19

Pixabay/Reprodução

A UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) recruta cães e gatos de estimação para participarem de um estudo que vai avaliar se há risco de transmissão da covid-19 entre humanos e os animais.

Serão 200 pets selecionados em Belo Horizonte, onde a pesquisa será conduzida pelo ICB (Instituto de Ciências Biológicas) da UFMG. Outras quatro capitais também fazem parte do projeto, coordenado pela Universidade Federal do Paraná. Ao todo serão testados aproximadamente 1.000 animais, conforme explica o professor David Soeiro, responsável pelo estudo na capital mineira.

— Ainda não há comprovação da transmissão do novo coronavírus de um animal para o humano. Então o nosso foco agora é pensar no bem-estar dos pets e na relação deles com os humanos. Entender, de forma ampla, como os pets têm sido acometidos pela covid-19.

O anúncio da pesquisa foi feito dois dias após o Brasil registrar o primeiro caso confirmado de um gato com a covid-19. Soeiro explica que o estudo, que já estava planejado, deve ajudar a entender a transmissão.

— Vamos selecionar aqueles animais cujos donos tiveram diagnóstico positivo para covid-19 e que o pet tem um contato próximo com o tutor.

Como participar

Os interessados devem enviar um e-mail para covidufmg@gmail.com contendo número de celular, e-mail, nome do tutor e do animal e indicar se é um cão ou gato.

A equipe da universidade vai fazer contato com os inscritos para concluir o processo de seleção. Em seguida, eles serão orientados sobre os testes que vão ser realizados nos pets.

Últimas