Novo Coronavírus

Minas Gerais Vacina deve chegar à população em geral de BH até o início de agosto

Vacina deve chegar à população em geral de BH até o início de agosto

Município precisa concluir imunização de pessoas com comorbidades e de 250 mil moradores de grupos prioritários

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Atualmente, BH vacina pessoas com comorbidades

Atualmente, BH vacina pessoas com comorbidades

Ricardo Moraes/Reuters - 31.03.2021

A SMSA (Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte) espera começar a imunizar a população em geral contra a covid-19 até o início de agosto.

A informação foi repassada à reportagem pelo subsecretário de Promoção e Vigilância à Saúde, Fabiano Pimenta.

Até lá, segundo Pimenta, o município ainda precisa concluir a vacinação das pessoas com comorbidade e atender outros 250 mil moradores que fazem parte de outros 16 grupos considerados prioritários pelo PNI (Programa Nacional de Imunização), do Governo Federal.

— A gente tem condição de vacinar 50 mil pessoas por dia, mas faltam vacinas. Então, indo no ritmo que está e não havendo falta de imunizantes como ocorreu com a CoronaVac, será possível chegar a esta nova fase no final de julho ou início de agosto.

Atualmente estão recebendo a primeira dose as 102 mil pessoas com doenças preexistentes que se cadastraram no site da prefeitura até o dia 3 de maio. Logo após o grupo, a previsão é que os imunizantes sejam aplicados em quem tem deficiência permanente (de 18 a 59 anos) e não recebe o BPC (Benefício de Prestação Continuada) e nos moradores de rua.

Em seguida, serão atendidos grupos como a população carcerária, funcionários dos presídios, professores, operadores do sistema de transporte público, caminhoneiros, trabalhadores industriais, da limpeza urbana e outros (veja a lista completa abaixo). As datas para eles ainda não foram anunciadas.

Durante entrevista coletiva na última semana, o Secretário de Saúde de Minas Gerais, Fábio Baccheretti, afirmou que calcula conseguir imunizar toda população mineira com mais de 18 anos até o fim deste ano, mas não cravou uma data.

Balanço das comorbidades

A última faixa etária (18 anos) do grupo de comorbidades atendido atualmente foi convocada para se vacinar nesta segunda-feira (17). Dados do portal da prefeitura atualizados na noite desta quarta-feira (19) indicam que 79.462 pessoas da categoria receberam a primeira dose até o momento, ou seja, 77% dos 102 mil inscritos. Sobre o balanço, Fabiano Pimenta avalia que ainda não é possível se falar em desistência dos moradores.

— Esse número pode ser em função de um atraso que temos no lançamento de dados em alguns casos, como nos drive-thrus. Muitas vezes a gente tem problemas de sinal nestes locais e não é possível fazer o registro na hora. Mas temos conseguido atingir a meta de 90% de imunização em cada grupo.

A prefeitura estima que, ao todo, existam 290 mil moradores com comorbidades na cidade. Para atingir todos eles, a SMSA vai abrir cadastros virtuais sempre que necessário. As famílias sem acesso à interenet estão sendo procuradas por equipes de saúde do posto da região.

Veja os grupos que serão vacinados antes da população em geral:

1. Pessoas com deficiência permanente (18 a 59 anos) sem acesso a BPC (Benefício de Prestação Continuada);

2. Pessoas em situação de rua;

3. Funcionários do Sistema de Privação de Liberdade e População Privada de Liberdade: 3.271 pessoas

4. Trabalhadores da educação;

5. Trabalhadores do transporte coletivo rodoviário;

6. Trabalhadores do transporte metroviário e ferroviário;

7. Trabalhadores do transporte aéreo;

8. Trabalhadores do transporte aquaviário;

9. Caminhoneiros;

10. Trabalhadores portuários;

11. Trabalhadores da indústria;

12. Trabalhadores da limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos;

13. Agentes de trânsito;

14. Agentes de fiscalização;

15. Trabalhadores da assistência social, segurança alimentar e cidadania;

16. Agentes da vistoria urbana.

Últimas