Novo Coronavírus

Minas Gerais Vacinação contra covid em MG pode demorar um ano, diz Zema

Vacinação contra covid em MG pode demorar um ano, diz Zema

Diante à baixa quantidade de doses, inicialmente as prefeituras poderão definir os grupos que vão ser vacinados primeiro

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Zema acompanhou vacinação em Montes Claros

Zema acompanhou vacinação em Montes Claros

Divulgação / Governo de Minas / Fábio Marchetto

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), calcula que a vacinação contra a covid-19 no Estado pode levar até um ano para ser concluída. A informação foi repassada a prefeitos durante uma reunião virtual para falar sobre a campanha de imunização, nesta terça-feira (19).

Zema ressaltou que o Estado está preparado para aplicar os medicamentos, mas que o ritmo vai depender a disponibilidade de vacinas, podendo ocasionar, segundo ele, “um processo longo, talvez mais do que ao que assistimos do início da pandemia até este momento”.

— Países "peso-pesado" têm conseguido, de certa maneira, dominar o suprimento em detrimento de outros. O Brasil está no meio do caminho e não ficou totalmente desabastecido, mas gostaria de ter uma quantidade maior.

Distribuição de doses

Durante o encontro, os representantes da SES (Secretaria de Estado de Saúde) ainda detalharam o plano de distribuição das doses. De acordo com Janaína Fonseca de Almeida Souza, diretora de Vigilância de Agravos Transmissíveis, devido à baixa quantidade de doses iniciais, por ora, as prefeituras poderão definir os grupos prioriários, dentro das orientações do Ministério da Saúde.

— Neste primeiro momento, como a quantidade de doses é pequena e uma população muito específica, demos liberdade para as regionais fazerem o remanejamento do que foi proposto pelo nível central, levando em consideração que alguns dados estavam defasados.

Neste primeiro lote, 577 mil doses da CoronVac foram destinadas a Minas Gerais. O medicamento é produzido pelo Instituto Butantan, de São Paulo, em parceria com a empresa chinesa SinoVac.

A carga já havia sido distribuída pelas 28 regiões de Saúde de Minas até às 16 horas desta terça-feira. Agora, os prefeitos estão buscando a quantidade que têm direito nas centrais de distribuição.

Alguns municípios já iniciaram a imunização. Belo Horizonte recebeu 120 mil doses para imunizar 60 mil pessoas. A prefeitura vai priorizar os profissionais que trabalham nas UTIs (Unidades de Tratamento Intensivo) e nas enfermarias dedicadas ao tratamento de covid-19.

Cidades da Grande BH também já iniciaram o processo, priorizando os agentes da saúde. Em Montes Claros, a 420 km da capital mineira, o começo da imunização foi acompanhado pelo governador Romeu Zema.

(Aguarde mais informações)

Últimas